[Escritas da Grazi] - Caiam todas as máscaras

Oie amores hoje resolvi começar a colocar aqui reflexões que escrevo a algum tempo já, e que talvez faça algum sentido na vida de quem ler, ou nenhum sentido.
Se ajudar você que lê de alguma forma, já terei atingido meu objetivo!

Então vamos lá!!!!



















Nada como refletir os momentos que passaram, talvez por entre as linhas e as palavras poderei descobrir algum dia a resolução de meus erros e defeitos e quem sabes a resolução para meus problemas, se é que eles de fato existem!
Nem sempre quando digo que vou mudar, ou que vou conseguir de fato consigo ou mudo, mas ao menos tiro disso tudo alguma lição, mesmo sendo ela tão pequena aos olhos dos que não podem enxergar.
Ás vezes encontro diante a meus pensamentos, coisas que nem mesmo sei ou se algum dia saberei ser verdade, a única coisa que sei é que posso me fazer de boba, mais não sou nem de longe, porque enquanto meus olhos não veem o que meu coração diz, vou levando a vida e tentando sorrir para os que me querem ver chorar.
Como sempre entregando nas mãos do destino e de Deus, esperando que um dia todas as máscaras caiam e que a verdade seja dita, dai poderei dizer se valeu a pena mudar e confiar nessa tal coisa chamada justiça divina.
Texto escrito em - 25 de Dezembro de 2014

Duas belezuras que AMO - Literatura Nacional

Olá amorecos, tudo bom com vocês, hoje trouxe pra vocês dois livros lindos que são meus xodós. Estou trazendo eles de novo - já que já os resenhei aqui no blog (Violetas ao Vento - Jéssica Anitelli; A Fada - Carolina Munhoz) porque reli os dois, um porque comprei uma nova edição, já que tinha na capa antiga, e  o outro porque na época fui beta e li agora no livro físico, publicado pela Rico Editora.

































Vamos começar por A Fada, da Carolina Munhoz - Editora Leya


Adquiri uma nova edição, tanto pela história linda, quanto pela capa nova que a meu ver está lindíssima - não poderia deixar de ler né, afinal, sou fã da escrita da Carol e foi muito bom relembrar a história de Melanie Aine das fadas, a garota que descobre que não é uma humana qualquer e que tem uma missão maravilhosa.


"Jovens costumam ganhar presentes caros... em aniversários de 18 anos. Eu ganhei o falecimento de meu pai, o abandono de minha mãe, uma estranha tatuagem e a descoberta de que não era humana... as fadas estão esquecidas no passado...".

Resgatou em mim várias coisas, como a importância do amor, a importância de acreditar no místico e no mágico, mesmo que em alguns momentos parece não existir.

O outro, não menos importante é o da Jessica Anitelli, Violetas ao Vento, Editora Rico

Que pra quem acompanha o blog, ganhou uma semana exclusiva aqui no Blog, por conta de sua dedicação a criar uma história tão linda e cheia de temáticas importantes para os dias atuais como - violência doméstica e alcoolismo, machismo, abandono infantil, empoderamento feminino entre outros, já mencionados na resenha.

Espero que tenham a oportunidade de ler essas belezuras e se deliciar assim como eu me deliciei. Aproveitando, caso queiram encontrar esses e mais livros com desconto, no Site Cupom Válido e só procurar o melhor desconto pra você!

Beijokas!!!

[Resenhas] - Guia politicamente incorreto do sexo - Luiz Felipe Pondé

Olá amorecos, hoje trago a resenha de um livro que não gostei muito pra ser bem sincera, mas vamos lá!!!








































Guia Politicamente Incorreto do Sexo - Luiz Felipe Pondé, foi um livro que me deixou muito curiosa devido ao título e a capa e tals. 

Faz parte da coleção Guia Politicamente Incorreto























Seus capítulos são curtos e bem precisos, onde o autor escreve suas percepções sobre assuntos correlacionados ao sexo de maneira bem precisa, sem tabus ou pré conceitos - pra mim em alguns momentos discordei.
No meu ver ele aborda a mulher e o sexo sem escrúpulos, e isso me assusta pra ser sincera - esse é meu ponto de vista amorecos, mas respeito cada um, afinal ele deixa isso muito claro a todo momento.

"Sim, este livro é escrito por um homem que gosta de mulher... porque todo homem que gosta de mulher, gosta dela, antes de tudo, como objeto...".

Ele questiona sobre o "politicamente correto" que refere-se a censura de atos, pensamentos e ações. Aborda nas entrelinhas sobre política - algo que não me instiga muito.

"... terreno da vida sexual é um dos campos em que ela, esta pauta do politicamente correto, faz maior estrago, tornando a vida sexual e afetiva um inferno maior do que já é, impondo-nos...".

Sendo bem sincera, não curti muito não, achei o autor em alguns momentos bem sarcástico - mais é a opinião dele - e até esperava outra coisa do livro, mas enfim, não dá pra agradar a todos. Quanto a edição do livro está muito bem feita, arrasou Leya.

Por hoje é só amorecos, e ao já leram, vão ler, conta ai!


Beijokas!!


[Resenhas] - Guia do Profissional do Livro - Maria Esther e João Scortecci

Oie amorecos tudo bem?!

Hoje trago um livro que há tempos estou pra resenhar, que vai ajudar e muito quem curte esse universo dos livros.


O Guia do Profissional do Livro - da Editora Scortecci, traz informações para aqueles que querem escrever ou publicar um livro - mas também para aqueles que se interessam por esse universo dos livros.

Aborda temas dos mais diversos a respeito dos livros - leis, decretos, o papel da internet para os livros, precificação, Plano Nacional do Livro e Leitura - PNLL, partes do livro, processo de impressão, Associações e Entidades do livro, Bienais, Feiras, Eventos literários e Daras comemorativas do livro.

Traz como é a teoria do livro, desde sua escrita até sua publicação, distribuição e venda.






Um capítulo que gostei muito foi Biblioteca - que fala sobre o papel do Bibliotecário como profissional da informação, fugindo da imagem estereotipada do Bibliotecário - uffa. 
É um livro completo para quem ama ler, escrever e ama os  livros.

Embora seja um livro técnico, traz bastante informações úteis, que inclusive  vou utilizar para algumas colunas do Blog.

Beijokas!!!

[Quem é o autor(a)?] - Giuliana Sperândio

Olá amorecos hoje trago mais uma autora de Bastidores, espero que curtam conhecê-la.









Nascida em 1986, a Carioca Giuliana Sperandio mora em Santa Catarina. Esposa e mãe dedicada é também leitora voraz. A sua estreia como escritora foi em 2015 com a publicação de contos na “Amazon” e no “Wattpad”. Participou de várias antologias, inclusive como organizadora. Violet foi o seu primeiro romance solo publicado. É autora do duo de terror em parceria com Crys Magalhães “Fear of the Darkness” com o seu livro “A boneca Maldita”


"A leitura é como se fosse um portal que me transporta da minha vida e dos meus problemas para outras dimensões. Amo ler, embarcar em novos mundos, países e épocas".





A autora não lembra qual foi seu primeiro livro lido, já que seu pai dava livros a ela desde pequena, mas um que marcou sua infância foi: O mágico de OZ.







"Eu não tenho livro preferido, cada um que se torna um dos meus favoritos têm lugar especial no meu coração, mas se for pra citar um, vou citar Brida e os livros do Paulo Coelho, eles me inspiraram a correr atrás dos meus sonhos. Se um livro é capaz de fazer isso com  gente, ele merece um lugar especial em nossas lembranças".


























Giuliana, gostaria de ser um personagem que pudesse voar ou se teletransportar, optou por não citar nenhum.















"Como sou inconstância em pessoa, escrevo o que vem a cabela dependendo de minha vibe, foi assim que nasceram três livros com temas totalmente divergentes: Românce Dramático (Violet), terror (A boneca maldita) e o mais novo, uma comédia romântica ou chick-lit (Virei o jogo). O que mais amo na escrita é exatamente essa liberdade, e ouvir meus leitores que nem parece a mesma pessoa. KKKK não tem preço surpreender a cada novo trabalho, espero que positivamente".


Seus livros foram inspirados em situações e pessoas reais e para finalizar a autora menciona que os livros são a nossa maior arma contra a ignorância e os males do mundo

Por hoje é isso amorecas, espero que tenham curtido conhecer mais essa lindeza!
Beijokas!!!!

[Resenha] - Até o fim - Cris Valori

Olá amores meus, mais uma resenha pra lá de especial, afinal de contas esse livro da Cris Valori - nem preciso falar pra vocês novamente que estou apaixonada pela escrita dessa autora - me pegaram de uma maneira que não quero nunca mais parar de ler.







































O livro Até o fim, da Editora Qualis, traz a história de Paulinha, uma mulher que sempre foi determinada a conquistar plateias através de sua dança - de modo a dedicar-se exclusivamente a seu sonho e deixar outras coisas de lado, como sua família, amigos e principalmente o amor de sua vida.

No entanto, o destino resolve mudar totalmente o rumo de sua vida - que estava maravilhosa, ao menos em relação a realização de seu sonho - de modo que ela não teve como dar continuidade a seu sonho e acabou em certo momento se entregando e tendo que voltar.um minuto sequer.

"Não sei qual o verdadeiro motivo para você abandonar sua carreira justamente agora, Paulinha. Muito menos por que pretende me esconder as razões. Nem pense que acredito, nessa desculpa de que está na hora de parar..."

Pois é, assim é a vida, ás vezes nos faz voltar pra uma situação para entendermos que nem sempre o que queremos é o melhor pra gente. Esse reencontro a fez pensar em alguns momentos que perdeu o controle de sua vida, mas também a fez entender que só o amor é capaz de fazer a gente superar as adversidades e empecilhos da vida e que por mais que tentamos enganar as pessoas que amamos, querendo esconder algo, sempre a verdade aparece, mesmo que pra isso tenhamos que sofrer algumas consequências pra entender que sozinhos não somos nada.


Algo que me chamou muito, mas muito a atenção é o fato de a autora ter contado a história de personagens secundários de um livro que já resenhei por aqui - Notas de Amor - pra quem leu a resenha, vai lembrar de Felicitá, a amiga de Paulinha,

Mais uma vez meu best Renato Klisman foi o capista, arrasando como sempre!

Apesar de se tratar de um livro todo voltado para a importância de ter fé, não tem cunho religioso e isso a autora deixa claro.







"Longe de ser uma história de cunho religioso, ela fala de amor, esperança, família e resiliência. E espero que essa mensagem tenha ficado clara. Não podemos, independente de qualquer crença, perder a nossa fé".









Por último e não menos importante, a autora trouxe mais uma play-list maravilhosa que vale a pena e enche nossos ouvidos, recomendo.

Beijokas