[Arquivo Confidencial] - Pamella Marcenal

Olá amorecos, hoje trago pra vocês uma nova coluna - sugerida pela amiga e parceira Pamella Marcenal que irá colaborar para o acontecimento dessa novidade - chamada Arquivo Confidencial


































"A coluna tem como diretriz mostrar a história por trás de quem te conta histórias, ir além... Um mergulho fundo na trajetória que levou o autor a estar ali...suas obras, suas lutas, suas dificuldades...". (Pamella Marcenal)


E nada mais justo pra dar início a essa coluna, que trazer o "renascimento da fênix" Pamella Marcenal. Que após muita insistência minha e acredito que de vários outros leitores, amigos e familiares, está de volta para nossa alegria!




Carioca de 30 anos, mãe de um casal de filhos e casada a quase uma década. Escreveu seu romance (já resenhado AQUI) de estréia em 2013 por plataformas digitais e por conta do número de leitoras acabou conseguindo a publicação por uma editora. Hoje Sob à Pele está disponível somente no formato físico na Amazon, em pré-venda até o dia 12/07 (AQUI). A autora também tem o livro Pega mas não se apega  completo no Wattpad (AQUI) já completa.
Ama escrever, ler e ver filmes.







Mas o que acontece no meio disso? Como foi essa sua trajetória? O que sentiu ou passou, quais suas alegrias, tristezas, dificuldades ou provações? Vamos descobrir?


♥ A Autora e Suas Leitoras 

Quando comecei a escrever estava bem debilitada por conta da depressão, mas algumas amigas me incentivaram a mostrar o que eu escrevia numa plataforma de leitura online chamada Nyah Fanfiction (por esse motivo as pessoas chamavam o livro de "fic"). Esse site foi onde eu ganhei toda a visibilidade que consegui na época. Era emocionante ver a comunicação que eu tinha conseguido formar com as leitoras. Publiquei o livro todo por lá, tendo feedbacks a cada capítulo, o que era extraordinário.























Quando o livro acabou de ser postado, nos reunimos em um grupo do Facebook e na Fanpage do livro. Interagimos o tempo todo, era surreal. Eu tinha conseguido me recuperar completamente da depressão por cauda delas, do nosso contato. Algumas viraram amigas pessoais e essas estão comigo até hoje.


♥ A Publicação e as Dificuldades 



















Quando o "barulho" que as leitoras estavam fazendo começou a ficar mais sério, uma editora entrou em contato, mas disse que eu teria que escrever um livro inédito, pois eles não poderiam lançar um livro que já tinha sido lido por todos, pois não venderia. Mas as leitoras queriam tanto que a editora mudou a postura e resolveu publicar mesmo assim. Já na pré-venda  eu tinha vendido todos! Eu nem acreditava.
Comecei a trabalhar fora na época e meu tempo disponível para interação diminuiu muito, e em seguida eu comecei a engatar uma doença na outra. Mas eu nunca tinha tempo de ir ao médico, por conta do trabalho. Comecei a me sentir muito mal e cansada, e já não escrevia tanto. Tinha lançado uma nova história no Wattpad também capítulo por capítulo. Essa história era interativa e contava com as leitoras que contavam suas histórias de forma privada e secreta para mim e eu encontrava uma forma de colocar aquilo dentro do contexto geral. Ela estava caminhando para o final, mas foi interrompida quando eu descobri que estava doente.




Participei da Bienal de São Paulo com muito custo, uma semana antes de ir o dinheiro que eu tinha ganhado de presente pra comprar a passagem e todos os meus documentos foram roubados no cinema... Fiquei arrasada, quase desisti.
Minha saúde estava muito ruim e eu não consegui curtir como gostaria e como deveria. E acabei gastando todo o dinheiro dos livros que vendi lá para pagar um táxi para voltar para a casa. Quando cheguei no Rio, estava passando muito mal. O problema é que eu moro bem longe do aeroporto.









Assim que voltei da Bienal resolvi procurar um médico, já não dava mais para colocar na conta da virose. Mas antes que pudesse ir na consulta marcada, um dia eu acordei e não conseguia respirar. Pedi socorro ao meu marido e fomos na urgência. Chegando lá e contando os sintomas a médica relatou que eu estava com sintomas de três doenças: Pneumonia, Tuberculose ou Câncer, para saber tive que esperar o resultado dos exames. Nesse meio tempo eu deixei voltar completamente o estágio de depressão. Quando o resultado chegou eu estava com tuberculose e com um terço do pulmão calcificado. Aquilo me derrubou. 





Minha filha era pequena e eu me senti culpada quando vi meus familiares fazendo os testes para ver se eu não tinha contagiado ninguém. Fiquei introspectiva, abandonei tudo. Não conseguia mas escrever nada, e olha que eu ainda tentei. Na ocasião a editora retirou a venda por intermédio do site deles e se eu quisesse vender os livros, deveria comprá-los e depois revendê-los. Eu não tinha dinheiro na época, nem cabeça. Então acabei ficando com os direitos presos até o final do contrato. Não podia falar nem comercializar o livro, o que ajudou consideravelmente no processo de "esquecimento".
Passei seis meses de tratamento. Todos os dias uma enfermeira vinha na minha casa me ver tomar, 18 comprimidos enormes. A doença passou mas a depressão não. Levei dois anos para tomar coragem de voltar. Mas quando voltei eu vi que teria que recomeçar do zero.
As leitoras que não eram tão próximas e não sabiam o que estava de fato acontecendo, acabaram se afastando. A interação no grupo morreu. E eu sabia que a culpa era somente minha por não deixar claro pra elas o que estava acontecendo.


♥ O Resurgimento da Fênix 

E heis que ela ressurge das cinzas pra nos alegrar:

Quando decidi retornar ao mundo da literatura, descobri que estava grávida. Então tive novamente que adiar os planos. Depois de quase morrer no parto do meu filho, resolvi que não queria mais esperar. E decidi voltar. Contei com pessoas incríveis que me auxiliaram em coisas que eu não sabia fazer, como diagramação e uma nova repaginada no livro de forma técnica. Algumas blogueiras (né Grazi?!) que nunca desistiram de mim, mesmo nos piores momentos. Graças a eles hoje meu livro voltou a ativa e nesse meio tempo ainda convenci meu marido e meu cunhado, dois escritores de mão cheia, porém tímidos, a embarcar comigo nessa.
Tenho certeza que o maior sentimento que eu sinto agora é gratidão por todos que conseguiram ver além do sumiço, e que me incentivaram a retornar durante esse tempo.




Por hoje é só amorecos - termino esse post com lágrimas nos olhos e torcendo pra que a Pam consiga alçar voos cada vez mais altos.
Beijokas!

43 comentários :

  1. Maravilha a coluna, parabéns para os idealizadores.

    Esse raio X dos autores sua alma nua e aberta para que os leitores entendam de onde nascem os personagens e as feridas que forjam as histórias.

    Sobre a Autora Pamella Marcenal não a nada a acrescentar depois desse texto maravilhoso, mas devo acrescentar que a fênix descreve bem a trajetória dessa pessoa incrível que tanto amo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rogério,
      Agradeço a visita e fico feliz que tenha gostado da coluna.
      Viu Pam... acertei em te comparar a uma fênix!
      Beijokas Rogério, volte sempre e não esquece de seguir o blog ^.^

      Excluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. OLá... tudo bem???
    Menina, terminei a leitura desta postagem com lágrimas nos olhos... que história... o que me alimenta a remarcar meus médicos... esse negócio de ir empurrando com a barriga não é nada bom... fico feliz pela autora... por ela ter dado a volta por cima e estar firme e forte mesmo diante de tantos obstáculo.... parabéns... amei!!!! Xero!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Diana, fico feliz que tenha gostado. a trajetória não foi fácil, mas fazer o que amamos é fundamental.

      Excluir
    2. Nem fale... eu também fiquei com lágrimas nos olhos ao desenvolver a coluna rsrsr... Trate então de cuidar da saúde amoreca... Espero que acompanhe o blog e o retorno da Pam, você vai adorar ela!
      Beijokas!

      Excluir
  4. A coluna está de parabéns, assim como a escritora, uma mulher forte cheia de histórias para contar e que o mundo precisa ouvir :) Go Pam Go!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, atenção e incentivo ! Isso é o que mais conta !

      Excluir
    2. Oie Lê... obrigada pela visita amoreca... de fato a coluna veio com tudo! Espero poder trazer muita coisa boa e muitas histórias de vida pra inspirar os leitores do blog.
      Adorei o Go Pam!!!

      Excluir
  5. Eu gosto muito da Pam, das crônicas que ela escreve, da pessoa que ela é... Totalmente perfeita... Parabéns amiga, bora trabalhar, porque a escrita é arte... E faz bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Joy Joy! Obrigada! espero realmente que em breve nossas lutas sejam modificadas em grandes vitórias !

      Excluir
    2. Oie Joy,
      Que delícia te ver por aqui - global mais linda ^.^ - De fato a Pam é uma linda e merece muito sucesso nessa nova etapa da vida! A próxima é você aqui no Arquivo Confidencial hein!
      Obrigada pela visita!
      Beijokas!

      Excluir
  6. Adorei o arquivo confidencial. Apesar de conhecer bem e ter acompanhado toda sua tragetoria, é muito gratificante ver a sua estrela brilhar. Parabéns por suas conquistas e boa sorte no que estar por vir. Estou na torcida sempre. Te amo muito irmã e espero que seus vôos sejam cada vez mais altos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Ramon,
      Que bom saber que gostou da coluna... acompanhe que vem muita coisa boa por ai.
      Também estou torcendo pela Pam...
      Obrigada pela visita!
      Beijokas!

      Excluir
    2. Muito bom receber o apoio familiar! Obrigada maninho.

      Excluir
    3. Muito bom receber o apoio familiar! Obrigada maninho.

      Excluir
  7. É tudo que falta agora, focar e escrever. História pra contar é o que não falta na sua vida. Temos bons personagens nas nossas vidas, prontinhos pra fazerem parte dos seus livros. Boa sorte!
    Love.
    Dad

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Bob,
      Também acho que a Pam tem muito pra escrever... e estou feliz de ver ela voltando.
      Obrigado pela visita!
      Beijokas!

      Excluir
    2. Papis poderoso. Sem dúvida a inspiração para o meu enriquecimento cultural ao longo dessa jornada.

      Excluir
    3. Papis poderoso. Sem dúvida a inspiração para o meu enriquecimento cultural ao longo dessa jornada.

      Excluir
  8. Nem sei o que dizer... Mas agradeço a Deus todos os dias por me proporcionar a alegria de ver pessoas como vc vencer obstáculos enormes e dar a volta por cima.... Amooooooo e que Deus continue abençoando sua vida sempre.... 😘😘😘😘😘😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Raquel,
      Agradeço em nome da Pam a visita... de fato histórias como a dela nos inspiram.
      Acompanhe que em breve tem muito mais histórias por vir.
      Beijokas!

      Excluir
    2. Raquelzinha é leitura antiga, dos tempos de Nyah. Uma das que acompanhou de perto tudo isso. Um tesouro! Amo demais.

      Excluir
  9. Olá!
    Que coluna bacana! Parabéns pela ideia e principalmente por trazer uma história tão lindo, quer dizer, triste mas com aquele final feliz né.
    Muito bom saber que a Pamella conseguiu superar esse estágio da vida e segue firme e forte e rodeado de amor.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie,
      Obrigado pela visita!
      De fato muito me alegra a superação da Pam... acompanhe o blog, que muito mais histórias estão por vir!
      Beijokas!

      Excluir
    2. Olá Camila, obrigada pela atenção e carinho. Sinta-se a vontade para me procurar ou a fan page do livro no momento que quiser!

      Excluir
  10. Em primeiro lugar, parabéns pela coluna, foi uma ótima sugestão! E que história emocionante da Pamella, parecia que eu estava lendo um conto. Ainda bem que ela está bem e ressurgiu das cinzas! Muito sucesso a ela!! E que sorte dela ter uma pessoa como você, Grazi, que acreditou no potencial dela e lhe deu uma força!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Cidália,
      Que bom gostou da coluna, fico feliz que tenha gostado da sugestão.
      De fato a história da Pam é um conto... Ah que mensagem linda, obrigada pelas palavras.
      Beijokas!

      Excluir
    2. Obrigada pelo apoio. Aguardando todos vocês para acompanhar mais de perto essa ressurreição.

      Excluir
  11. Olá!
    Achei bem interessante essa nova coluna!
    Gostei de conhecer uma pouco da Pamella! A gente lê o que as pessoas escrevem, mas nem imaginamos por tudo o que elas passam ou passaram na vida. Adorei saber que ela conseguiu superar a depressão e que hoje está bem!
    Parabéns!! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Andrea,
      Que bom gostou da nova coluna, não deixe acompanhar os próximos autores que participarão.
      Obrigada pela visita!
      Beijokas!

      Excluir
  12. Oi Grazi, tudo bem?
    Achei bem legal a ideia da coluna trazendo a história dos autores e um pouco mais sobre os seus livros de forma mais intimista. Eu não conhecia a Pamella mas achei bem interessante o processo de criação dela e tenho certeza que o feedback que teve de suas leitores foi de extrema importância para a sua publicação que parece ser muito boa. Enfim, espero ter a oportunidade de conferir e ver mais autores por aqui.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Anna,
      Que bom gostou da coluna nova. Fico feliz também que tenha conhecido a Pam... Ah, pode deixar que verá bastante autores por aqui sim!
      Obrigada pela visita!
      Beijokas!

      Excluir
  13. Adorei o post, ainda não conhecia a autora e suas obras parecem ser muito legais!

    Beijos,
    Livros que Li

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Amanda,
      Que bom pode conhecer a Pam, recomendo que conheça o livro dela.
      Obrigada pela visita!
      Beijokas!

      Excluir
  14. Parabéns pela coluna! Sobre a autora... nossa que história, impossível não se emocionar! Não conhecia o trabalho da autora mas parece ótimo!

    bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie,
      De fato a história dela está emocionando quem lê, mas mais do que isso possibilitando os leitores do blog conhecerem novas vidas.
      Obrigada pela visita!
      Beijokas!

      Excluir
  15. Oi.

    Bem legal essa coluna. Ja conhecia essa autora pelo livro. Mas ainda não tive a chance de ler. Parabéns pela coluna!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie,
      Que bom gostou da coluna, acompanhe que em breve traremos mais autores.
      Fico feliz que já conheça a Pam...
      Obrigada pela visita!
      Beijokas!

      Excluir
  16. Olá!
    Achei super interessante essa sua nova coluna! E nada melhor do que ela para estrear. Achei super emocionante e adorei poder conhecer um pouco mais da autora.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Carol,
      Que bom saber que apreciou a nova coluna... acompanhe que em breve teremos outros autores.
      De fato é uma história super emocionante pra começar.
      Obrigada pela visita!
      Beijokas!

      Excluir
  17. Ficou muito bacana essa nova coluna, Grazi, adorei, e bacana conhecer melhor a Pamella, também ^_^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Amanda, que alegria em te ver por aqui!
      Fico feliz que tenha gostado da nova coluna, aguardo sua participação.
      A Pam é uma linda!
      Beijokas!

      Excluir

Deixe seu comentário