[Resenhas] - Pacto de Sangue - Paulo Siqueira de Souza

Olá amorecos, hoje trago a resenha do livro de um amigo que gosto muito Paulo Siqueira - e que há tempos estava na estante pra ser lido, só que só agora me chamou a atenção pra ser lido. O livro de hoje é Pacto de Sangue, da Editora Delicatta.


"Um caudaloso rio de onde famílias tiram sustento e lazer, o velho Chico... A partida da terra natal, a chegada à nova e grande cidade, a luta numa era de chumbo; bocas caladas, mães desesperadas. As lembranças, a saudade, a dor, e a alegria de conseguir ainda sorrir entre tantas lágrimas, dois meninos- dois amigos- um pacto de sangue! ... Na memória, doces lembranças apenas, devaneios de um passado bom... Nas palavras de um anjo chamado Everaldo a anunciação; a revolta, o desejo de vingança, o romper de um pacto.A morte, o secar de corações que perdem a razão de viver... "






Traz a história de dois meninos - Cícero e  Everaldo - que vivendo em meio a tantas diferenças sociais, souberam romper tais barreiras e viver a sua maneira e manter um pacto feito por eles.

O livro traz diversos acontecimentos singelos que me fizeram lembrar de minha infância - momento maravilhoso que minha avó cuidava de 7 filhos e 2 netas, onde o pouco era muito - brincadeiras como cantigas de roda, ficar na rua batendo papo até a mãe chamar, ir na lojinha e comprar pão e a dona da venda anotar numa caderneta. 
Além disso, o livro traz em sua história uma reflexão sobre a injustiça e o preconceito existente até hoje nas periferias, a dificuldade do "pobre" em conquistar seu espaço na sociedade entre outras reflexões intensas.
O autor descreve também, de maneira brilhante o cenário da história, e esse cenário é complementado perfeitamente pelas ilustrações da Luciana da Silva Carvalho de modo a fazer o leitor se transmutar pra dentro do sofrimento de toda uma comunidade.

"...Para o povo ribeirinho, o rio é mais que um simples rio, é ele que lhes dá o sustento e também o lazer. É na beira do rio que os poetas e menestreis escrevem e cantam sua beleza e mistério... as favelas se proliferavam e, com elas, a pobreza extrema e violência... ".

Pra finalizar, o livro fez meus sentimentos oscilarem da alegria que encontramos em coisas simples, como o cheiro de café fresco, ou da tristeza de perder um ente querido da maneira mais cruel que poderia acontecer. Trata-se de um livro bem realista, recomendo que se caso for ler esteja preparado.

Por hoje é só amorecos - Paulo espero que goste da resenha, espero seus comentários meu amigo querido!!!

Beijoka!



0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu comentário