[Entrevista] - Colecionadora Sandra Spaceman ou Sandra Mickey

Oie amorecos, bom domingo a todos.


Hoje trago pra vocês uma entrevista especial (surpresa pra resenha de amanhã - livro A magia do império da Disney - Ginha Nader, da Editora Senac) com a Sandra Torres, 36 anos e amante do ratinho mais conhecido no mundo, Mickey Mouse.


Desde criança assistia aos desenhos da Turma da Disney e seu amor, vem desde essa época.

"Quando fiz minha festa de 8 anos sugeri pra minha mãe que o tema fosse do Mickey e desde então começou a minha paixão".








Quando questionada sobre o que ela coleciona, mencionou não se considerar uma colecionadora, mas sim ser amante do Mickey, desse modo, curte usar e ter coisas do personagem.







"... tenho desde utilidades da cozinha, roupa, sapato, bolsa, materiais escolares e etc. No meu aniversário de 10 anos de casamento, meu esposo me presenteou com uma aliança com o desenho do Mickey".























O item mais antigo de sua "coleção" é uma tolha que ganhou a mais de 20 anos atrás. 

Os itens mais diferentes de sua coleção são: uma tatto dele, uma saída de praia toda estampada e borrachinha do aparelho ortodôntico.






















Seu maior sonho ainda é ir pra Disney, já que até o momento não teve a oportunidade.

"É um sonho que vou realizar, e tenho certeza que irei amar tudo por lá".
























Quis muito saber da Sandra seu sentimento pela Minnie já que existe um certo amor da parte dela pelo Mickey:

"A Minnie foi criada apenas pra somar com os personagens, eu acho até ela bonitinha mais ela insiste em querer ter algum tipo de relacionamento com o Mickey só que ele só tem olhos pra mim (brincadeira kkk), mas falando sério todos insistem em falar que eles são casados, mas segundo o que já li sobre o fato é que nos desenhos, ela é apenas sua co-protagonista, porque não existe casamento na terra do faz de conta".
























Falando sobre a história do criador do Mickey:

"Ela me inspira por seu principal incentivo que é: se você tem um sonho, pode transformá-lo em realidade! Tratar assunto ou algo como se fosse exclusivo à você e depois poder dividi-lo e foi assim que Walt Disney construiu o seu sonho e seu maior empreendimento. Vejo a criação do personagem Mickey como um amuleto, que deu super certo".























Ela menciona que ainda não teve a oportunidade de ler nenhum livro sobre a história de seu personagem favorito, mas, já pesquisou alguns que te interessam.







"Grazi quero te agradecer pela oportunidade de dividir com você e com os leitores de seu blog o meu amor pelo Mickey"

Beijos, Sandra Mickey!











Ah já ia esquecendo, a Sandra tem um grupo lá no facebook pra aqueles que amam o Mickey, como ela, não deixem de conferir: Amamos o Mickey

Por hoje é só amorecos, espero que tenham gostado da entrevista com essa lindeza, amanha teremos a tão esperada resenha, não deixem de conferir.
Beijokas!!!

[Primeiras Impressões] - O bosque de Faias - Amanda Bonatti


Olá amorecos, hoje trago as minhas “primeiras impressões” do livro O Bosque das faias, da autora AmandaBonatti que está disponível no Wattpad.




Trata-se de um romance de épocas com questionamentos sobre as pressões de convivência social da época, se passa na França no ano de 1816. 
Tá você deve estar se perguntando – mas você vive falando que não curte romances de época – pois então, fui convidada a participar desse projeto com muito carinho, e não me arrependi... De fato não é um dos meus gêneros favoritos, mas na vida precisamos experimentar as coisas, mesmo as que “achamos” que não gostamos.





Joana uma jovem cheia de personalidade é filha de um daqueles pais que firmam casamentos arranjados. mas, ela se recusa a aceitar isso. Para fugir disso ela se refugia no  Bosque de faias, local esse onde pode fugir da pressão imposta por seu pai e pela sociedade da época.
Tudo estava normal até o dia em que encontrou um cavaleiro, em seu refúgio, jovem esse que iria mudar completamente a vida dela.
Esse rapaz, Alexandre foi confundido pelos pais de Joana com Sr. Phillip Hour, sobrinho herdeiro de um homem de posses, quando foi na casa da família entregar os convites para o baile de máscaras de recepção ao seu amigo Phillip.


De início o encontro de Joana e Alexandre no Bosque de faias não foi nada agradável, mas com o passar dos dias e toda esse “mentira” de que Alexandre é o sobrinho herdeiro, as coisas começam a mudar, menos o sentimento que desde o início esteve “camuflado” dentro do coração do jovem rapaz.

Eu aprecio tudo na senhorita, mesmo quando me olha com irritação, ou quando finge que ignora. Eu
confesso que adoro quando fica ruborizada, como está agora. Confesso que fico sem ar e enfeitiçado quando a senhorita rebate todas as minhas perguntas com outras perguntas e me desafia, mas acima de tudo, nada me deixou mais louco, do que quando a vi sorrir.”

Até que Philip chega no vilarejo e o baile se aproxima, mas Alexandre não consegue falar a verdade do que havia feito com ninguém, a única que sabe de toda a situação é sua irmã Caroline, que veio para Paris, em busca de conseguir algo com Phillip.


Resultado de imagem para barrinha de coração


OMGGG – tá vendo, posso dizer que a Srta. Amanda Bonatti conseguiu quebrar todo e qualquer preconceito que eu tinha até o momento a respeito de romances de época, e a partir de então já vou começar a pesquisar alguns livros desse gênero por aqui pra quem sabe adicionar a minha lista de desejos.
Além é claro de estar aqui sem unha pra saber a continuidade dessa maravilha de história... Amanda, devo-lhe dizer que está de parabéns por fazer de uma história de época, algo tão moderno, preservando é claro os detalhes da época. Ao ler até aqui, é como se eu estivesse dentro da história – sabe aqueles filmes que você vê as pessoas do futuro voltando pra uma história do passado – pois é.

Devo elogiar a autora também por sua deliciosa escrita, não tinha lido nada dela até então, mas já virei fã número 1. De tão delicia que é o livro, li em duas horas tudo, e não tenho o hábito de ler e-book hein, são raras exceções.
Pra resumir, devo dizer que até aqui a autora está de parabéns, por tratar uma história de época de maneira tão moderna, ainda assim preservando os detalhes da época. E mais do que isso, trazer assuntos modernos numa história de época e ainda trazer algo de maneira tão construída que é o amor, algo que resiste a qualquer época ou tempo.
Pelo amor de Deus quero ler mais!!!!

Quer acompanhar a leitura, entre no Wattpad (AQUI).

[Resolvi Escrever] - E se eu me permitisse?!

Oie amorecos, tudo bem com vocês?! Tenho um texto aqui guardado a algum tempo e hoje resolvi compartilhar com vocês, espero que gostem!




















E se eu me permitisse sentir o olhar de uma mulher sob mim, mesmo sendo mulher.
E se eu me permitisse sentir um calafrio na pele despertado por uma pessoa desconhecida.
E se eu me permitisse estar andando na rua e ao invés de cantadas sem sentidos, visse um motoqueiro colocar sua vida em risco ao me aplaudir.
E se eu me permitisse ouvir o som de saltos tilintando no chão em plena segunda-feira, numa pressa desenfreada para que chegue logo a sexta.
E se eu me permitisse vivenciar os sentimentos mais criticados pela sociedade, só pra saber como é e quebrar paradigmas.
E se eu me permitisse seguir padrões pelo fato de gostar e não por que é tendência.
E se eu me permitisse tentar algo novo a cada dia, sem ter que ter medo de dar errado.
E se eu me permitisse não querer ficar horas e horas falando da vida alheia, já que existem tantas outras coisas melhores pra fazer.
E se eu me permitisse criticar as pessoas que tem preconceitos, e não ser taxada de ignorante.
E se eu me permitisse chorar de saudade de alguém.
E se eu me permitisse ver um mundo melhor dentro de mim, e fizer parte da construção desse tal novo mundo.
E se eu me permitisse ser quem eu sou sem me importar com a opinião alheia.
E se eu me permitisse...

Ficaria aqui horas e horas contando através das entrelinhas os meus maiores segredos e com eles mostrando o quão é importante viver sem medo do que os outros vão dizer. Mas, deixo aqui meus votos a vocês que estão lendo para que se permitam e não se apeguem aquilo que os outros vão achar, pensar ou falar a seu respeito, afinal, essa vida é uma só, e não tem direito a replay.
Então, ame, faça amigos, sinta, viva, seja diferente e acima de qualquer coisa, se permita.

[Diário da Grazi] - Abril

Oie amorecos, tudo bem com vocês?!

E hoje trago mais uma edição do Diário da Grazi (Abril), pra vocês que acompanhem todas as belezinhas novas da minha estante.

Esse mês só tenho a agradecer, afinal, foi uma delícia - mês de aniversário sempre somos surpreendidos com muitos mimos né, e comigo não foi diferente - e eu amo, desde os mais simples até os mais elaborados. Agradeço a cada um que lembrou e me mandou mensagens super fofas.
Então vamos lá, começando pelas pendências:

Ainda vou resenhas o livro do Walt Disney (A magia do império da Disney - Ginha Nader, da Editora Senac) é que estou esperando algumas coisas porque como já mencionei, tenho algumas surpresas nessa resenha procês'.

Agora vamos aos novos da minha estante:























A série A Garota do Calendário, AudreyCarlan da Verus Editora já ganhou mais alguns volumes aqui na estante de casa (Fevereiro a Maio) – estou mega feliz e muito ansiosa pra ler, já que comecei a ler em e-book, mas gostei tanto das primeiras páginas que resolvi que quero ler o livro físico. Pra que entendam raros são os livros que leio em e-book, tenho certa dificuldade e quando são livros que eu sei que vou gostar muito e querer deixar na estante, acabo querendo o físico.























Chegaram pelo correio as belezuras que já estavam na minha lista do Skoob, Pérolas da minha surdezNuccia de Cicco, da Editora wwLivros e o livro Um dia na vida de um blog literário, também da Editora Illuminare, que é um livro que reúne contos de vários blogueiros literários sobre como é ser blogueiro (em breve resenha dos dois que já li e amei) ambos a Nuccia (que agora é parceira do blog) quem mandou, com vários mimos super fofos que eu ameiiiii.






















Ganhei de aniversário também os livros Minha Julieta - Leysa Rayven, da Editora Globo Alt (aceitando Meu Romeu de presente ^.^), Cadu e Mari A.C. Meyer, da Editora Galera, ambos estavam em minha lista de desejos no Skoob e ganhei de uma amiga - AMO!!

Além disso, chegaram mais algumas belezuras  por aqui, que já estou ansiosíssima pela leitura:




























1. O orfanato da Srta. Pelegrine: crianças peculiares – Ranson Riggs Editora Leya
2. O presenteCecília Ahern, da Editora Novo Conceito
3. Sábado sem noçãoLuisa Plaja, da iD Editora
4. Jogando Xadrez com os anjosFabiane Ribeiro, da Editora Universo dos Livros
5. 826 notas de amor para EmmaGarth Callaghan, da Editora Leya
6. Guia politicamente incorreto do sexoLuiz Felipe Ponde, da Editora Leya

Alguns ainda sei que estão pra chegar até o fim do mês, mas vou deixar pro próximo capítulo do diário.

Ah, também ganhei uma coleção de marcadores mais que especiais, afinal vieram do Canadá (Bibliotheque et Arquives Nationales de Quebec) e ganhei do amigo de profissão Thiago Marcondes. E já vou colocar na minha caixinha de marcadores especiais (uma hora mostro pra vocês minha coleção).







Tem mais uma coisa, já fiquei encantada esse mês por ver a nova capa do livro As Amazonas das Montanhas, da parceira Marih Macar, Editora Modo - gente digam se não é uma lindeza.... Já estou muito, mais muito ansiosa por esse livro, e já até reservei um espacinho por aqui na estante pra ele. (apelo pra autora rsrsrs)





Bom amorecos, por hoje é só, espero que tenham gostado, beijos e até a próxima!

[Livros de Domingo] - A vida na porta da geladeira - Alice Kuipers

Olá amorecos, muito frio por ai?! Pois então, aqui está um friozinho bem puxado – perfeito pra um livro dedomingo, daqueles que lemos em uma única sentada com uma xícara de café nas mãos pra aquecer.









































E a escolha de hoje foi um que estava há algum tempo na minha estante – acho que ganhei de uma colega na época da faculdade. O livro A vida na porta dageladeira – Alice Kuipers, da Editora WMF Martins Fontes é um daqueles livros que lemos rapidinho e tem uma linda história de vida.

“Um livro sobre arranjar tempo para quem se ama
 quando o próprio tempo está se esgotando”

Trata-se do retrato íntimo de uma médica e sua filha adolescente, narrado através de bilhetes trocados na porta da geladeira, entre ambas (pra quem me conhece sabe do meu amor por esses livros escritos em formato de bilhetes e cartas, então é claro que amei esse livro logo de cara). Esses bilhetes inicialmente se tratam de tarefas de mãe pra filha – como lista de compras e tarefas, mas com o passar das páginas, esses bilhetes vão se tornando bilhetes de superação e força de uma para outra.
Ambas, mãe e filha tem um relacionamento muito lindo, ainda mais nos dias atuais que é tão difícil vermos uma relação tão ímpar entre filhos e mães (perfeito pra o dia das mães que vem ai né gente).

Elas vão trocando bilhetes e a cada bilhete, é como se vivêssemos o dia a dia de cada uma:
Mamãe - enfrentando o câncer
Claire – Filha: tendo de lidar com as coisas de sua idade; seus pais separados e ainda a doença da mãe.

“... Você pode não acreditar, Claire, mas eu já tive 15 anos. Sei como é ter essa idade... Não há nenhum livro que ensine como viver ou como lidar com isso...” (Mamãe).

“Você é tão forte... Quando eu era pequena, já sabia que você era a mais forte de todas as mães, e a mais rápida..." (Claire)


Não tenho muito mais o que dizer dessa lindeza que mexeu bastante com meus sentimentos, seja pela história maravilhosa – com ensinamentos para a vida, ou ainda, pela edição que está uma graça.






















Ah! Quase esqueci de falar, vou fazer uma matéria com algumas portas de geladeira de amigos e conhecidos, se você quiser participar desse post entre em contato: graziellimoraes@hotmail.com

[Resenhas] - Alice - Letícia Pinho

Oie amorecos, hoje trago a resenha de um livro que definitivamente abalou meu coração - de forma positiva. 



O livro Alice da autora parceria Leticia Pinho (Editora Desfecho Romances), traz a história de Alice uma garota que na infância usava óculos fundo de garrafa e um aparelho horrível e que tinha a proteção de Max um garoto que foi para ela um anjo da guarda naquela época. No entanto, o tempo passa Max sumiu da escola por um período, e quando volta quase  não reconhece Alice que está totalmente diferente e muito mais bonita (lembrei da Bete a Feia). No entanto agora é um garoto super popular e namora com Juliet - uma garota irritante que por diversos momentos me fez ficar com vontade de dar na cara dela.







Ambos voltam a ser grandes amigos e os sentimentos de Alice em relação à Max é totalmente conflitante, a ponto de nem ela mesmo saber explicar o que acontece dentro de seu coração.

"... eu pensei que a paixonite havia acabado... não podia nega a paixonite não havia acabado..."

Até que surge um garoto novo na escola Lyen, que meche ainda mais com os sentimentos da garota e torna tudo ainda mais confuso dentro de sua cabeça. 

"... Nunca se sabe... as coisas podem mudar. O coração das pessoas é imprevisível..."

Sorte que ela pode contar com seus amigos Kim, Amanda, Janel, Gabriel, Kevin, Erick (#aindachateada Letícia) e com sua família, principalmente com seu irmão Noah que é um fofo gente e também se envolve em um certo triângulo amoroso.



Bom o que dizer sobre um livro que tem de tudo e mais um pouco, romance, triângulo amoroso (de uma maneira bem diferente - quebrando qualquer clichê), amizade, intrigas e assuntos polêmicos como bullying e pré-conceitos?! Pois é, assim é essa lindeza de livro, cheio de coisas intensas.



Algo muito legal é o fato da autora ter desenvolvido não só os personagens principais, mas todos os secundários,  de maneira a ter várias histórias dentro de uma única história, isso é bem difícil de ser visto nos livros atuais.

Devo dizer que a autora me fez ver o quanto é importante enxergar que as pessoas podem ter dois lados - por mais ruins que possam parecer, tem o lado bom e vice e versa. Além disso, tirou muitas lágrimas de meus olhos no decorrer da história colocando situações do cotidiano - como morte, corrupção - que pensamos que nunca vai acontecer com a gente. E não menos importante que isso, me proporcionou conhecer personagens brilhantes, cada um com suas características que me fizeram encontrar um pouquinho de mim mesma e de conhecidos em cada um deles. 
Em relação a edição do livro, gostei até, apesar de encontrar alguns erros bobos - palavras juntas, sem espaço - mas não me atrapalharam na hora da leitura.
E pra finalizar, quando recebi o livro tinha a seguinte frase, junto com o autógrafo da Letícia:

"... Sonhos não são impossíveis, basta acreditar..."

E de fato todo a história e a luta dos personagens em busca da verdade em todos os momentos me fizeram acreditar ainda mais nessa premissa.

In love por Max (que de início não suportava - talvez por não entender muito bem ele) e Lyen (perfeito).
Vou levar muitos ensinamentos pra vida com a leitura desse livro amorecos, e indico que também leiam, vão se surpreender. Novamente a Literatura Nacional veio me brindar.


[Quem é o/a autor(a)?] - Letícia

Oie amorecos, hoje trago pra vocês conhecerem a mais nova parceira do blog, Letícia de Pinho da Silva.



Ela tem 22 anos, mora no interior de Santa Catarina e escreve desde pequena.
Seu maior sonho é ser escritora, e sua maior paixão é contar histórias.
Alice é seu primeiro livro (que sai resenha aqui no blog amanhã \o/)publicado pela Desfecho Romances, e o próximo será Eternidade pela AZO (que também é parceira aqui do blog amorecos).



Alice conheceu Max quando era pequena, em um tempo em que ir para a escola era um perigo para seu lado emocional, graças aos seus óculos fundos de garrada e seu aparelho horrível. O garoto foi um anjo da guarda para ela, mas a vida de Max sofre uma reviravolta e ele abandona a escola por um tempo. Quando volta, Alice está totalmente diferente; ele parece não reconhecê-la. Então, aquele garoto fofo vira um garoto popular, namorado de Juliet e tudo vai por água abaixo. Mas o destino dá voltas e eles voltam a ser grandes amigos, mas não é o que Alice quer, decidida a não se machucar, ela se afasta dele, sem saber que as feridas já haviam sido cicatrizadas. É quando entra um novo garoto no colégio, Lyen, pronto para consolá-la, e quem sabe roubar seu coração. E assim, a vida dela vira de cabeça pra baixo.


Entre em contato com a autora:

Facebook AQUI


Espero que tenham curtido nossa nova parceira. Amanhã tem resenha do livro dela Alice, não percam.

Beijokas!!!

[Resenhas] - Este livro te ama - PiewDiePie

Oi amorecos, tudo bem com vocês?!
Hoje trago a resenha de um livro que fiquei mega curiosa pra ler assim que peguei em mãos  por ter visto em sua introdução que o livro trazia frases "inspiradoras". Sendo bem sincera  ao ler, não me interessei muito pelo livro, sei lá, seja pelo fato de eu não entender algumas coisas, ou achar algumas coisas muito ignorantes - opinião minha amorecos - mesmo ele tendo colocado no final do livro uma ilustração escrita Eu Menti, que eu acredito se tratar de uma retratação de algumas coisas, que eu particularmente não curti.



O livro Este livro te ama do mais famoso Youtuber do mundo PiewDiePie da Editora Leya, traz algumas frases e pensamentos de efeitos bem bizarros que nos fazem pensar em algumas coisas da vida, essa é uma das únicas coisas que gostei do livro, além é claro de se tratar de um livro com imagens e uma edição super legal e diferente.







Trata-se de um livro que pode ser lido em uma sentada e faz o leitor pensar em seus próprios defeitos e costumes e ainda ver certas coisas com mais diversidade, e traz mensagens subliminares e com duplo sentido ao leitor.
Mas ainda assim tiveram momentos que achei desnecessários, sei lá! Vou deixar alguns quotes pra vocês tirarem suas próprias conclusões amores:



"Nunca se esqueça que você é lindo"

"Correr dos seus problemas não te fará emagrecer"

"A perfeição é algo inalcançável, então aceite que você é um bosta"





Bom amorecos e por ai vai. Por isso zerei a nota desse livro, não curti muito não.





Vocabulário Literário: Letra U

Oie amorecos, tudo bem com vocês... quem ainda não conhece, aqui no blog temos um Dicionário Literário, que trago termos utilizados por nós leitores que nem todo mundo conhece seu significado, mesmo utilizando com frequência. E hoje é dia da Letra U, espero que gostem.

Lembrando a todos que quem quiser contribuir com algum termo que ainda não tenha aparecido no blog, deixe ai nos comentários que vou atrás da informação pra vocês.


♥ Utopia 




Vem do termo grego "ou+topos" que significa lugar que não existe, com uma fantasia, sonho ou ilusão.


♥ Unboxing 




Termo parecido com Book Haul, porém trata-se de não só mostrar o que veio pelo correio, mas mostrar as reações ao receber. Hoje em dia com o SnapChat e InstaHistories é muito comum vermos unboxing, eu mesma tenho feito alguns amorecos, não deixem de acompanhar.






Por hoje é só, espero que tenham curtido conhecer os termos, alguém sabe de mais algum com a letra U, deixe ai nos comentários - vamos fazer o Dicionário do Leitor virar referência.

Beijokas!


[Faces da Leitura] - A menina que doa livros

Olá amorecos, um excelente domingo a todos. Após algum tempo hoje trouxe uma entrevista em nossa coluna Faces da Leitura (que traz projetos e iniciativas de disseminação da leitura e literatura), e a participante de hoje é a fofa da Giovanna Zambaldi Pampolin - 10 anos, que criou o projeto A Menina que Doa Livros quando tinha 8 anos.







































Começou o projeto a mais de 2 anos atrás, quando percebeu que todos os livros que tinha em casa já tinha lido - livros esses que seu pai comprava - e achou que poderiam servir para outras pessoas.

"... Assim, um dia, quando íamos dar um passeio no Minhocão (SP) de domingo, eu peguei um carrinho de feira, coloquei os livros dentro e levei para doar para as pessoas lá. Peguei a cartolina e escrevi - A menina que doa livros - livros grátis. E assim eu colocava os livros no chão perto da cartolina. As pessoas no início pensavam que era pegadinha, por tinha muitos livros novinhos. Tinham livros meus e do meu pai... Um dia, uma jornalista publicou uma matéria na Revista Carta Capital, nós criamos uma página no Facebook e a minha história passou a ser conhecida... Assim apareceram outras reportagens e as pessoas começaram a doar livros para eu doar. E hoje tenho mais livros do que tinha no início. Não acaba nunca! Toda vez que vou lá, alguém me leva mais livros. Eu doo vários, mas ganho muitos outros."

Giovanna acredita que o diferencial do projeto A Menina que Doa Livros, é o fato de ela não pedir nada em troca, a única coisa que ela pede é que quem pegar o livro se comprometa em ler e passar adiante.




"... Na verdade não queria criar nada, somente doar meus livros. Só que as pessoas gostaram e eles chamam isso de projeto. Pra mim é só doação de livros. Queria que as pessoas lessem mais, porque com os livros as pessoas podem melhorar..."






Falando de leitura, ela menciona gostar de ler pelo fato de poder "... ficar imaginando histórias", Quando questionada sobre qual seu primeiro livro lido, ela respondeu de maneira super fofa.




"Difícil responder isso, porque meu pai comprou meu primeiro livro, eu tinha 5 meses de idade. A medida que fui crescendo, ele foi comprando outros adequados a idade. Comecei "lendo" livros que eram somente ilustrações e passei para outros que tinham poucas frases e hoje leio livros que não tem ilustração nenhuma. Mas, não me lembro qual foi o primeiro que de fato li sozinha."




Sua atual leitura em casa é o livro da Paula Pimenta (Fazendo meu filme), da Editora Guttenberg ... e na casa de seu pai está lendo o livro A Turma do Tigre, pelo fato de gostar de mistérios e terror. 

















Quando questionada a respeito de seu livro favorito, assim como vários leitores, ela menciona que tem vários.

"A gente que ia buscar o dia (Edy Lima), um livro que me pai lia pra mim na hora de dormir e que quando aprendi a ler passei a ler sozinha. Gosto também das Aventuras do Pedro Malasartes, por que ele é muito engraçado. Todos da Paula Pimenta. Já gostei também da série Diário de Um Banana (Jeff Kinney)..."






























E para finalizar ela menciona que nunca pensou em que personagem seria, se tivesse essa oportunidade, na verdade nos dias atuais é tão difícil ver crianças que pensam no próximo de alguma maneira que ela já é um personagem/ personalidade pra história - A menina que doava livros, só resta um livro com essa história linda!

[Quem é o/a autor(a)?] - Simone O. Marques

Oie amorecos, hoje vim contar mais um pouquinho sobre a autora Simone O. Marques - resenhei um livro dela ontem (AQUI) e já resenhei outros também:




Nascida em São Paulo no ano em que o homem pisou na Lua e de Woodstock. Apaixonada por histórias de ficção e fantasia, teve seu primeiro livro publicado em 2008 e de lá pra cá já são vários títulos publicados, desde então.  






Autora da saga histórica As Filhas de Dana - que já resenhei os dois primeiros aqui no blog - confiram (Paganus; Samhain).




















Autora da série de vampiros Sabores do Sangue e das séries de aventura fantástica: Os tesouros da Tribo de Dana e Crônicas do Reino do Portal























Possui contos publicados nas antologias: Draculea, Grimoire dos Vampiros, Elas Escrevem, Marcas na Parede, No mundo dos Cavaleiros e Dragões, Tratado Secreto da Magia, Extraneus-volume I- Medieval Sci-Fi (convidada); Histórias Fantásticas-volume I (prefaciadora e autora convidada), Asgard: a saga dos nove reinos (convidada); Espectra (prefaciadora e autora convidada); Martelo das Bruxas (prefaciadora); A Batalha dos Deuses (convidada). 
Ela também é autora de roteiros de comédia, fantasia e ficção.  

Deu pra perceber que a moça ai não é fraca não hein... tanta coisa escrita né - eu sou fã dela e de seus livros e acho que vocês também passarão a ser se conhecer o trabalho dela.

Entre em contato com a autora:

Facebook AQUI
Blog da Autora AQUI

Entrevista com a autora AQUI
Encontro Marcado com a autora AQUI

Espero que tenham gostado de conhecer mais um pouco sobre a Simone, recomendo todos os livros dela, pelo menos os que eu li, confesso que sou apaixonada!

Beijokas e até logo!