Harry Potter e o Cálice de Fogo - J.K. Rowling


Bom,
Harry Potter e o cálice de fogo é meu filme favorito da franquia (não podemos considerar o último porque ai é covardia) mas tenho que dizer que não foi o melhor livro dos quatro que li até agora.  E isso não afeta em nada minha paixão pelo filme, que continua a mesma.

No quarto livro da saga de J.K. Rowling, começamos os capítulos com a triste presença de Franco Bryce no local errado e na hora errada. Descobrindo assim o paradeiro de “perebas” desde o último livro e a admirável formalidade de Lorde Voldemort (ele tem uma educação incrível, é sério!).

Assim como na vida real, todos temos um período difícil no ano. E o de Harry sempre se inicia na casa dos seus tios Dursley. Mas após três anos de renegação da magia, o encontro dos Weasley com os “amáveis” tios de Harry em sua sala na rua dos Alfeneiros foi hilário. E como sempre a presença de Fred e Jorge deixa um marco esplêndido que podemos lembrar e rir a qualquer hora.
Outra coisa que me faz sorrir é imaginar a cara do tio Válter ao pensar na ideia de ter o padrinho de Harry em sua casa. E é com essa pequena chantagem que o pequeno bruxo consegue autorização para ir à copa mundial de quadribol com os Weasley.

Pra quem acha que os acontecimentos importantes só aparecem em Hogwarts, está enganado!  A copa de quadribol nos trás detalhes importantíssimos para o desfecho do livro, além de apresentar-nos novos personagens, como Vitor Krum, Winky, Sr. Crouch e Amos Diggory.

O quarto ano de Harry vem cheio de novidades já no primeiro dia de aula. Um novo professor (como sempre) para Defesa Contra as Artes das Trevas, o anuncio do tão comentado Torneio Tribruxo e a estadia das escolas Durmstrang e Beauxbatons nos terrenos de Hogwarts.

A parte que realmente me deixou apreensivo e ansioso foi à revelação dos três campeões do torneio tribruxo (que no final das contas acabam sendo quatro). Imagino o cálice de fogo tão perfeito e chamativo, que para mim é um artefato de extrema preciosidade. Além do seu nome que já traz consigo uma importância real e uma autoridade digna de titulo.

As tarefas do torneio deixam qualquer um com água na boca. Essa coisa toda de competição me deixa inquieto, querendo saber o final logo e me livrar daquela ansiedade de ter um campeão. Por isso, pra quem não leu viva logo dessa emoção! E quem leu sabe do que estou falando.


Deixando o torneio um pouco de lado, vale ressaltar pequenos detalhes que sempre fazem a diferença nesse intervalo de tarefas. Como a F.A.L.E. (Fundo de Apoio à Libertação dos Elfos) que não é nada mais nada menos que criação de Hermione Granger. Isso faz com que conhecemos a cozinha de Hogwarts e deparemos com nosso amado elfo Dobby.

“O Professor Dumbledore disse que a gente é livre para... para... Disse que a gente é livre para chamar ele de... de velho caduco se quiser, meu senhor!”

O Baile de inverno é um evento que também não deixa de surpreender. E amo imaginar um show das Esquisitonas. Imagina que louco seria.

Como sempre temos um personagem insuportável, em O cálice de fogo, Rita Skeeter leva o titulo sem duvida nenhuma. Quando pensei que estava livre de Lockhart, veio Rita para substituir e confesso estar com medo do que me espera em A Ordem da Fênix.

Mesmo após as três tarefas e o fim do Torneio Tribruxo, Rowling não deixa de causar ansiedade. O destino dos mil galeões me emocionou e o reencontro de Almofadinhas e Snape é difícil de imaginar.

“O talento de Lorde Voldemort para disseminar a desarmonia e a inimizade é muito grande. Só podemos combate-lo mostrando uma ligação igualmente forte de amizade e confiança. As diferenças de costumes e língua não significam nada se os nossos objetivos forem os mesmos e os nossos corações forem receptivos.”

A batalha entre o bem e o mal teve sua introdução.  Agora esperemos o clímax e o desfecho magnifico que J.K. não deixará de nos surpreender.


Já eu, termino esse breve texto pedindo um brinde a Cedrico Diggory.

4 comentários :

  1. Hey, vejo que já está apaixonado por HP. Só li o primeiro livro e confesso que não tenho coragem de ler os outros. Motivo: grandes demais. ❤ é uma saga muito amor e eu admiro quem tem essa coragem de lê-los.
    Amei a resenha :3 e suas fotos sempre lindas.

    Blog Cupcakeland

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Kah <3
      Harry Potter é simplesmente perfeito *-*

      Excluir
  2. Amooo suas resenhas já disse isso amore?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai :3
      Tudo graças a você *-*

      Excluir

Deixe seu comentário