Sempre vai haver uma canção: quando nada mais importa - Daiane Duarte

Bom dia amorecos!!!

E pra começarmos bem a semana, trago a resenha da continuação do livro Sempre Vai Haver Uma Canção (Daiane Duarte) já resenhado AQUI no Faces. Espero que gostem!!!

Bom sempre ao resenhar um livro, fico pensando: será que começo falando do livro em si, da história, ou de minhas percepções?! Confesso que é sempre uma indecisão que perdura por muito tempo, até que eu resolvo e ainda assim fico me perguntando se não poderia ter feito de outra maneira, mas enfim, o importante é mostrar pra vocês o que achei do livro e da história, e acho que consigo fazer isso com minha singela opinião.

Devido à sua criação conturbada, Diana, resolveu que não iria amar ninguém, afinal o amor não existia, no entendimento dela. Isso, até a página dois, ou, o livro dois rsrsrs!!!

Diana é submetida a questionamentos até então desconhecidos, onde é colocada frente a  frente com o verdadeiro amor, de maneiras inimagináveis.

"... Agora Diana se encontra em uma das piores fases da vida, pois acaba de perder a mãe e tem que conviver com o pai que sempre fôra ausente...".

Além da perda da mãe, e da aproximação do pai, ela teve de sentir na pele o afastamento de sua melhor amiga (Jéssica) e daquele que confiou ser o amor de sua vida (Talis). Além disso, surge um irmão gêmeo de Talis (Thor), colocando seu coração e sua mente em total ebulição e confusão.

"Conseguirá Diana conviver com a semelhança e irá render-se a um novo sentimento?".

Nesse, a personagem mostrou ainda mais seu talento para a música, cantando e encantando os que cruzavam seu caminho, e quando acreditou estar superando a morte de sua mãe, começa "perder" pessoas que nem ela imaginava perder, afinal como já mencionado anteriormente, Jéssica sua amiga, se afastou por descobrir que ela estava namorando com o Talis, garoto que Jéssica dizia estar gostando, por outro lado, Talis, com sua banda recebe um convite pra ir fazer carreira fora do país, e acaba deixando-a. Mas, o que ela não imaginava é que a vida resolveu testar a capacidade dela de amar, ou melhor, mostrá-la o que é o verdadeiro amor e amizade e que de fato eles existem. 
Fazendo com que sua vida, cada dia fosse uma caixinha de surpresa.

Como já dizia aquele ditado: "Quem não dá assistência, abre pra concorrência..." o Talis que se cuide, pois quando se trata de coisas do coração, nem mesmo o mais próximo de nós é capaz de deixar de lado aquela que ama ainda mais quando os acontecimentos caminham para o fim.

"... o sucesso vai subir a cabeça dele, no mundo em que o amor que você sente por ele não resistirá a distância. Ai vou estar aqui à espreita, só esperando pra entrar nesse mundo... Se você me amasse da forma que ama meu irmão eu nunca teria a deixado aqui..."

Outros sentimentos serão resolvidos de maneira a aparar as arestas deixadas pra trás, por exemplo, Hugo outro personagem que acreditava amar Diana, entende que o que sentia não era amor, mas um carinho maior que o coração é capaz de aguentar.

"...Eu te perdoo por não ser minha namorada, mas não pense que irá se livrar de mim, pois nunca deixarei de ser seu amigo..."

O desfecho da história é espetacular. Afinal, Diana é colocada num momento de decisão onde de um lado Talis com suas desculpas tenta a todo custo mostrar que ainda a ama:

"Diana...Aquele beijo não significou nada, foi tudo uma encenação..."

E de outro lado Thor, tentando mostrar-lhe que a vida pode ser diferente, só basta enxergar de outra maneira:

"Nós temos os mesmos olhos e não o mesmo olhar, então não olhe pra mim achando que sou ele porque não sou..."

É um livro que nos instiga do inicio ao fim, com pinceladas de curiosidades, fazendo com que de vontade de agilizar a leitura pra ver o que acontecerá no final.
Acredito que da mesma maneira que como leitora senti, Diana também sentiu sentimentos bem distintos por pessoas tão parecidas, mas não iguais.

É um livro de fácil leitura e entendimento e a capa nem preciso comentar que amei né, afinal fiz uma foto homenagem para a autora que até então parece ter gostado.

Por hoje é só, beijokas e até breve com muito mais pra vocês!!! Fiquem com uma das músicas que mais gostei da trilha sonora presente no livro.

2 comentários :

  1. Ameeeii... Muito feliz por ver q vc captou a alma do livro.
    Agora espero que vc goste tbm de Outro Lado - ultimo livro da trilogia.
    Nele haverá suspense, novas paixões e muita aventura... Novos cenários e dessa vez nao estaremos mais limitados a mente da Diana. Mas poderemos viajar na mente dos outros personagens e descobrir segredos que nem imaginávamos existir...e tudo com uma deliciosa trilha sonora!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dai sua linda, ameiiiii e já estou mega, ultra, power ansiosa pra ler o próximo.
      Ahhh a trilha sonora é sem comentários! Parabéns pelo bom gosto!!!

      Excluir

Deixe seu comentário