Não se apega não - Isabela Freitas

Confesso que custei a adquirir esse livro por conta de achar que seria mais um desses livrinhos "clichês" falando de relacionamento, decepções amorosas e outras coisas desse universo "sofrência" de adolescentes, ou então daqueles com frases e frases que todos estamos acostumados a ouvir e ler em livros motivacionais (que eu não curto muito não pra ser bem sincera). No entanto a Srta. Isabela Freitas me surpreendeu.
Isabela Freitas, ou Isa conforme costumam lhe chamar, narra sua própria história de vida, ou conforme gosta de falar a todo momento no livro, sua história ou seu "filminho de amor...". Fatos estes que lhe fez aprender a praticar o desapego e se valorizar e a se amar mais.

"Desapegar: remover da sua vida 
tudo que torne o seu coração mais pesado...".

O que torna a história diferente e engraçada é o fato da própria autora contar suas experiências, como se fosse um diário de sua vida e ainda dar dicas de como e porque se desapegar do que não te faz bem.





Afinal, quem de nós ao terminar um relacionamento, sair de um emprego, perder um ente querido e etc. e etc. já não ouviu as famosas frases: "...Bola pra frente... você merece algo melhor..". Pois é, ela é a típica personagem que nos traz pra realidade de que nem sempre aquilo que parece ser lindo e belo, é de fato, ou você nunca soube de um casal que viveu de aparências e que todo mundo achava ser o casal perfeito?!
Pois é, a Isa também passou por isso, só que deixou registrado em um livro pra lá de gostoso de ler os motivos pelos quais não valem a pena levar um relacionamento desse tipo a frente.

"Eu estava me destruindo para poder manter um relacionamento. 
E, olha, não vale a pena.".

Ela é ou foi, nada mais do que aquela típica garota que acredita em "contos de fadas" e "príncipes encantados", se apaixona facilmente pelo primeiro que aparenta ter os mesmo gostos que o seu, por acreditar sempre no lado bom das pessoas, a ponto de querer sempre "...atender expectativas de todos... preciso-fazer-todo-mundo-feliz-mas-em-troca-disso-serei-infeliz...". 

No entanto, ela conta com a ajuda dos amigos Pedro e Amanda, que vivem lhe trazendo para a realidade e fazendo com que ela seja mais "pé no chão".

"Nós três, certamente, éramos o grupo mais improvável de todos. Pedro, o superpopular, garanhão, bonito e desleixado, sonho de todas as garotas. Amanda, a japonesa nerd, com seus óculos de fundo de garrafa. E eu, bem eu era aquela loirinha estranha que estava sempre se dando mal quando o assunto era amor, porém, por algum motivo, ainda acreditava em finais felizes".

Tantas são as mensagens que esse livro traz, que se fosse discorrer a respeito de todas, passaria o final de semana aqui com vocês, mas de tantas, algumas posso afirmar ser as que todos deveriam levar para todos os âmbitos da vida:

 O desapego é saber se desprender de tudo aquilo que te retém, faz mal e sufoca;
 Tudo que você espera que o outro faça por você.. é exatamente o que não faz por si mesmo;
 Aquele que sabe do que é capaz pode conquistar qualquer coisa;
 Eu não preciso de quem não precisa de mim... O que é de verdade permanece a seu lado, sem que você peça;
 Nunca é tarde pra tirar de sua vida pessoas que só fazem figuração;
 Por mais que a gente queira e deseje que as pessoas mudem, se não quiserem mudar elas simplesmente vão continuar as mesmas.

Só assim, alcançaríamos o céu estrelado:

"...Estrelas me lembram mágica. Me fazem pensar que existem outras histórias, outras vidas, outros amores, outras coisas.
Estrelas são milhares de olhos brilhando de volta para você, no céu...".

E o melhor de tudo é saber que já tem mais um livro da série pra ler, "Não Se Iluda Não" que eu já comecei a ler, tamanha minha curiosidade em saber mais um pouquinho da história da Isa.



1 comentários :

  1. Confesso que tenho a mesma opinião inicial que a sua.
    Mas fico feliz em saber que o livro surpreende de forma positiva e é engraçado.
    Gostei!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário