[Por trás da poltrona] - Paixão sem Limites - Por: Cláudia Ferreira


Olá seguidores do Faces de Uma Capa! Eu sou Cláudia Ferreira e hoje eu vou falar um pouco sobre o filme de romance e drama “Paixão Sem Limites”. Um filme espanhol com uma fotografia linda, baseado no livro italiano “Três Metros Acima do Céu”, de Federico Moccia. Mario Casas (lindo de morrer!) e Maria Valverde como os protagonistas, dirigido por Fernando González Molina e lançado em 2010.



Paixão Sem Limites” conta a história de Hugo, ou como ele mesmo prefere ser chamado, Hache (Mario Casas). Um garoto bonito e sedutor, mas também revoltado com o caminho que sua vida toma depois que descobre sobre a traição de sua mãe e quase mata seu amante. Após ser julgado e condenado a alguns meses de regime semiaberto, Hugo tenta seguir em frente sem contar ao pai ou ao irmão o porquê de sua ira; recomeço esse em que ele conhece Babi (Maria Valverde). Uma garota meiga e rica, o oposto de Hugo.





A primeira vista eles não se entendem e acabam na piscina, discutindo, na festa em que se encontram, na qual Hugo entra de penetra. Quando Babi decide ir embora com o garoto pelo qual ela dançou na festa, Hugo e seus amigos vão atrás deles com suas motos, para se vingar desse garoto que tentou arranjar briga com Hugo. Confusão essa em que Babi acaba sozinha na estrada, lugar em que Hugo a resgata e a leva para casa... Momento esse em que tudo realmente começa!
Dias se passam e Babi descobre que sua melhor amiga Katina (Marina Salas) está envolvida com Pollo (Àlvaro Cervantes), melhor amigo de Hugo. Relacionamento esse que se inicia com uma mentira, e para proteger a amiga, Babi vai ao encontro do casal, contar a Katina que sua mãe está a sua procura. Ocasião essa que mais uma vez ela se depara com Hugo, que faz questão de pegar seu lenço e lhe desafiar para uma “racha de motos”. Babi aceita, mas horas depois a policia invade o local e o casal, novamente, acabam juntos, com Babi em cima da moto, agarrada a cintura de Hugo, vestindo sua jaqueta.


A cada novo encontro uma surpresa ou uma descoberta! Um casal intenso que acredita que para eles só o amor é o suficiente! Mas será mesmo? O quão difícil será para Babi lidar com o temperamento de Hugo, seus amigos, sua vida e seu passado? E o quão difícil será para Hugo aceitar esse novo amor, mudar por ele, lidar com a “sogra” superprotetora e não ser mais aquele cara agressivo, que todos têm medo... Talvez, tudo o que é bom, dura o tempo necessário para ser inesquecível!
E esse filme com certeza será inesquecível para mim! Pela história envolvente, o casal de apaixonados que tem uma química incrível, o Mario Casas interpretando o verdadeiro anti-herói, em busca dos seus objetivos, sem pensar nas consequências, mas ao longo do filme lidando com elas, e a certeza de que o livro tem uma sequência e o filme também! Por isso, assim que eu assistir o segundo filme, eu farei uma resenha para o blog e contarei se a minha experiência com a continuação foi tão boa quanto a minha experiência com o primeiro filme.

Espero que tenha gostado da resenha! Assista ao filme e depois me conte o que achou e até semana que vem! Beijos de luz. Cláudia F.

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu comentário