A herdeira - Kiera Cass

Oi gente, já estava com saudades de falar dessa que para mim é uma das melhores séries de princesa, afinal, mostra o mundo “encantado” do que é ser príncipe/princesa com todos os detalhes possíveis, deixando claro que nem tudo é realmente encantado.

Assim como muitos leitores, me surpreendi com A herdeira afinal, achei que A Seleção seria uma trilogia, divididas somente nos livros, já resenhados aqui:
  A seleção                                     A Elite                                 A Escolha

Quando fiquei sabendo da existência de mais um livro, além é claro dos “livros e contos paralelos”:
Todos podem ser encontrados na AMAZON
 Fiquei super empolgada em lê-lo, e trago aqui minha opinião e percepção pra vocês!!!


Nesse livro, a história fica meio diferente de a Seleção de América Singer e Maxon Schreave, afinal, será uma princesa a escolher entre os pretendentes - Eadlyn (filha mais velha e herdeira do trono do casal América e Maxon).
Isso mesmo, vinte anos após a primeira seleção, e ela terá de passar pelas mesmas coisas que seu pai passou, terá que escolher entre 35 pretendentes, só que por se tratar de uma menina totalmente “independente, autossuficiente, e de personalidade forte e decidida” e que nunca teve pretensão de viver um “conto de fadas” como o de seus pais, se vê diante do que ela jamais imaginava acontecer.

"... Você é Eadlyn Schreave. Será a próxima pessoa a governar este país... nenhuma pessoa ... é tão poderosa quanto você... ninguém conseguiu o queria com a dissolução das castas... e se... uma nova seleção..."

A história ganha uma roupagem um pouco diferente dos três livros anteriores de A seleção, só que a meu ver ficou mais realista afinal, a futura princesa passa por situações totalmente desconfortáveis, que nem mesmo o tempo será capaz de fazê-la esquecer, além disso Eadlyn não está de acordo com a seleção, e passa a fazer de tudo para que os pretendentes desistam dela  e saiam do palácio.

"Uma coisa era a expectativa de que eu comandasse o país... Mas casamento era muito mais pessoal, outro pedaço da minha vida que deveria ser meu, mas aparentemente não era."

Só que com o decorrer dos dias, as coisas vão ganhando um outro caminho e a proximidade dos término dos três meses solicitados por seu pai para que a seleção acontecesse, ela passa a ver qualidades nos que vão ficando nessa seleção, e olha que alguns deles fazem de tudo para quebrar essa barreira que existe entre eles e a princesa Eadlyn, tornando a história mais divertida.

"Mesmo com os garotos com quem eu não tinha passado muito tempo... todos tinham algo especial... já haviam ganhado um lugar especial em meu coração... mas como foi que todos se tornaram importantes para mim?"

América e Maxon, vieram nesse livro muito mais maduros, no entanto, com as responsabilidades de carregar a coroa, num país onde ainda há revolta contra a monarquia, diferente do que se pensava ao terminar os três primeiros livros, a seleção passa a ser uma tentativa de evitar que os ataques comecem, deixando os que antes eram personagens principais, e que achávamos que seriam "felizes para sempre" totalmente preocupados e cheio de responsabilidades por conta do fardo de se carregar uma coroa, e ter filhos tão cheios de opinião, afinal, não é só Eadlyn quem preocupa-os, mais também seu outro filho Ahren.
Falando em Ahren, ele é um irmão super fofo e dedicado ao bem de sua irmã, mesmo que impressionando no final do livro.

"Ouça Eady... Há coisas sobre nós mesmos que só aprendemos quando deixamos alguém se aproximar de verdade... Pare de manter todos distantes... você pode ser rainha e ainda ter um marido..." 

Outra questão ainda mais peculiar e diferente dessa seleção é que devido ao fato de ela não saber se quer escolher alguém, começam a surgir várias possibilidades, que talvez possam a vir a encantar o coração da princesa, seja por conta de um "combinado", por conta de seus dons, ou, até mesmo por conta de seus gostos.


Só tenho a dizer que a autora construiu um final espetacular, fazendo crer que haverá continuação da história de Eadlyn, o que traz muita ansiedade ao que está por vir, afinal quem já leu e quem vai ler, verá que é um livro apaixonante tanto quanto os outros.



2 comentários :

  1. Anônimo3:55 PM

    Oi Grazi, aqui é a Rafa, filha da Michele, gostei muito do seu blog, tem vários livros diferentes �� leio bastante tbm e toda semana estou com um novo livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafa, fico muito feliz em saber que tenha gostado do blog.
      A Michele havia me falado que você ama ler e fiquei muito feliz em saber!
      Aguardamos sua entrevista!!!

      Excluir

Deixe seu comentário