Um toque a mais - Jéssica Anitelli

Essa resenha e comentário tem um "que" a mais, ou "Um Toque A Mais", porque se trata de um livro que me inicia em vários aspectos.
Primeiro porque fui convidada pela linda Jéssica Anitelli a ser beta de seu livro (pra quem não sabe, beta de um livro, é ler o livro antes de ser lançado. Dai você tem direito de das "palpites ou críticas" para o autor do livro, antes de ele publicar) e só tenho a agradecer a ela pela maravilhosaaaaaaaaa experiência.
Outra novidade é que, pela primeira vez tive a experiência de ler um livro digital, e, sinceramente amei a experiência, mesmo sendo fascinada pelo papel. A história é tão boa que nem senti a falta do papel em minhas mãos.


Bom, mais vamos ao que interessa, o livro:


E se eu te contasse que existe um livro que quebra todos e quaisquer "tabus" existentes na sociedade, no que diz respeito à homoafetividade, sexo a três (Ménage a Trois) e outras coisas que ainda são tachadas de "imoral, insano, nojento e errado", você pararia pra ler? 
Que pergunta mais idiota a minha né, se pararmos pra comparar, os livros "hot" vem a cada dia tomando conta das prateleiras dos leitores e esse com certeza deverá parar em muitas estantes, afinal, posso dizer com todas as palavras, que, é o melhor que já li desse gênero, e o mais fascinante disso tudo é que é brasileiro s2!!!
É um livro que diferente dos que eu venho lendo, já traz a história logo de cara, sem rodeios, e isso é fantástico, por que você quer continuar, pra ver o porque' dos acontecimentos e o que vai acontecer página após página.
Conforme falei anteriormente, comecei a leitura ontem a noite e não consegui parar e já terminei, de tão boa que é a história.




Um Toque a Mais

Fim de relacionamento nunca é fácil, ainda mais pra Lara que começa a descobrir novas maneiras de viver e aproveitar a vida. Mais o que implica ainda mais e dificulta o final de seu relacionamento com Renê é a questão de ambos trabalharem na mesma empresa e serem convidados a participar de um processo de seleção para um cargo de diretoria.
Outra coisa que muito vinha pesando na cabeça de Lara é a nova experiência que teve com Paola e Elias (ela participou de um Ménage a Trois – pra quem não sabe o que é isso, é a experiência de um casal se relacionar sexualmente com mais uma pessoa do sexo masculino, ou feminino).

“Por que você me quer transando com seu marido? ... Não é só com ele, é comigo também... É que ainda é estranho. Ele é seu marido oras... Não me olhe assim... Eu nunca trai o Elias e ele nunca me traiu. O que a gente faz é de comum acordo... "

Tudo isso faz com que ela pense a todo momento que está sendo usada, mais no decorrer da história esse sentimento vai sendo modificado e ela começa perceber que poderá ser muito feliz.

Eu não queria me sentir novamente usada, ainda mais por Paola que considero tanto. Mas, por outro lado, o que eu esperava com aquilo tudo? Eles eram casados, não havia espaço para mim naquela relação. No máximo umas transas casuais. Eles mesmos comentaram que eu não era a primeira, por que seria especial?

Quando a história começa a decorrer e você lê "O que eu não sabia era que receberia uma proposta um tanto inusitada..." você logo fica se questionando, o que pode ser mais inusitado do que sexo a três? E a autora mostra que pode sim existir coisas mais inusitadas ainda, e que esse pode ser só o início de uma nova forma de viver e enfrentar a vida e os "pré-conceitos" que nos são colocados dia a dia, enquanto seres humanos.

A princípio, enfrentar um ex-namorado frustrado por saber que poderia ter evitado uma traição se soubesse que sua ex-namorada é bissexual, parece ser a pior das hipóteses, mas, com o decorrer das páginas, você perceberá que ter de bater de frente com famílias e toda uma sociedade pode ou não dar certo, afinal ainda "vivemos em uma sociedade machista... onde todos nos julgarão".

"Lara é uma daquelas personagens que mostram do início ao fim da história, que mesmo estando indecisa, sabe o que quer! E mais que isso ela consegue ser divertida ao mesmo tempo em que é sexy."

“... eu não vou abrir mão da minha felicidade só porque essa sociedade ainda não é capaz de enxergar quando as pessoas se amam de verdade..."


Esse livro é daqueles que quanto mais você lê, mais picante e curioso fica rs! Além disso, é uma mistura perfeita de sensações, afinal a autora soube misturar tanta coisa boa junta, que faz com que o leitor mude seu “humor” de uma linha a outra, tornando a obra mais interessante e perfeita.
Só tenho a pedir a editora que vai publicar esse livro, que pulique o quanto antes, porque ler uma única vez não é suficiente (rs), quero ler no papel e viver mais uma vez essa história, picante, interessante, diferente... nem que eu passasse a noite toda aqui teria palavras pra dizer o que senti ao ler esse livro maravilhoso... ops mais um rsrsrs!!!

4 comentários :

  1. ownnn...
    Amei a resenha, muito obrigada pelo carinho, atenção e tempo dedicado.
    Fico muito feliz que tenha gostado.

    Bjuuss
    Jéssica Anitelli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu quem tenho de agradecer novamente pela maravilhosa oportunidade!!!
      Amei o livro!

      Excluir
  2. Que legal! é ótimo ver as pessoas lendo um livro sobre um tema e refletindo sobre ele, não julgando <3

    Em breve vou fazer uma capa provisória, espero que reflita o livro também <3

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aninha, se tem algo que não costumo fazer, é julgar o que não conheço ou vivi, afinal, estamos nessa vida pra aprender muitas coisas, e com a história desses três lindos (claro que tem outros tantos personagens maravilhosos também na obra rs) pude tirar muita coisa boa!!!
      Quanto a capa que você irá fazer, to ansiosa pra isso rsrsrs
      Afinal a Capa é só a porta de entrada pra um mundo novo e "desconhecido"

      Beijos sua linda, volte sempre!

      Excluir

Deixe seu comentário