Entrevista - Beatriz Cortes - 20 anos (Autora)


E hoje, conforme prometido, trago a entrevista com a linda, bailarina, estudante e autora Beatriz Cortez, 20 anos, amante da leitura e da literatura.
"Gosto de descobrir novos mundos e os livros nos permite viajar para lugares inimagináveis..."

Sua primeira leitura, a autora não se recorda,mais começou a desenvolver o gosto e prestígio pela leitura a partir de ler Machado de Assis na escola.



Para Bhya, além de permitir viajar a lugares inimagináveis, através da leitura, é possível que o leitor "enxergue além, abra sua mente e cresça",


Sua leitura atual é o livro As batidas perdidas do coração (Bianca Briones).



"Estou apaixonada pelo texto muito bem escrito e pelo poder que a obra tem em prender a atenção do leitor. Estou gostando muito!"




No entanto, sua leitura favorita é o livro Madame Bovary (Gustavo Flaubert) por se tratar de um clássico da literatura francesa, gosta muito do livro, tanto por ser tão bem escrito, quanto por se tratar de um livro que revolucionou a época em que foi escrito, colocando coisas da realidade na literatura de forma "sincera e escandalosa".




Se pudesse escolher ser um(a) personagem, ela escolheria ser a Hermione de Harry Potter, por amar a série e admirar a inteligência dela, além de ter uma certa vontade de casar com um "cara ruivo", que nem Ronny Wesley.


  
"O Blog Faces de Uma Capa"
"Amo e agradeço ao incentivo que tem dado à literatura nacional. É um blog que leva a sério o nosso trabalho, sou muito grata! Afinal, a literatura nacional tem crescido bastante, mas mesmo assim ainda precisa ser mais abraçada. Valorizar o que é nosso é tão importante quanto criar. Os livros são instrumentos especiais para tocar o coração do outro."

 

Seus livros, já resenhados aqui no blog, são maravilhosos, confiram as resenhas clicando em cada um dos livros.
A autora sempre gostou de escrever, e sempre teve facilidade em expressar seus sentimentos através das palavras, cada vez que escreve um livro, é como se ela tivesse "colocando um filho no mundo, parte de mim".
Seus livros, não foram inspirados em ninguém.
Sua inspiração para escrever é o amor:

"Acho que a escrita é um habito. E principalmente, sincronia. Em todo trabalho, precisa existir amor, para que dê certo. E é de onde vem minha inspiração. No amor!"

Quanto a seus livros a autora não mudaria nenhum dos finais, o que a meu ver nem seria necessário, já que ambos tem finais maravilhosos e perfeitos,

 "...acho que vou surpreender os leitores nos próximos livros..."

Leitores lindos do Faces, espero que tenham gostado, até a próxima resenha, em breve!

2 comentários :

  1. Parabéns pelo post, ficou muito bom. Parabéns a autora por ser tão talentosa. Um grande abraço para ambas!

    obrasdeumjovemescritor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vini sempre arrasando nos comentários!

      Obrigada mais uma vez pela visita!

      Excluir

Deixe seu comentário