Divergente - Veronica Roth - por: Lucas Ferrarezi

Oi lindos, o Lucas Ferrarezi nosso até então colaborador, decidiu por se tornar colunista também, e é com imensa alegria que trago a resenha belíssima que ele fez do livro Divergente (Veronica Roth), livro este que eu ganhei do mesmo no natal e prometo que em breve lerei (rs).
Antes de mais nada, desejo ao Lucas que seja bem vindo e que possa permanecer por aqui por muito tempo. Não deixem de comentar. Beijos!



Divergente
Uma trilogia escrita por Veronica Roth, norte americana de 26 anos, uma jovem escritora que não imaginava que seus livros seriam um Best Seller Mundial e agora um sucesso de bilheteria com o filme, com data prevista pra lançamento do segundo filme Insurgente ainda esse ano.


Uma distopia ambientada em Chicago, onde a historia é narrada pela Beatrice Prior (personagem), uma jovem nascida na Abnegação, facção dos altruístas, pessoas que pensam sempre no próximo, elas vestem roupas cinza, mantem uma vida simples e humilde, não desfrutam de nenhum privilegio.


Ao completar 16 anos, os jovens passam por um Teste de Aptidão, onde serão testados para descobrir em qual facção eles pertencem e vão ficar por toda sua vida. Beatrice nem imagina qual fação escolher: Abnegação, Amizade, Audácia, Erudição e Franqueza



Mas ela se vê em um impasse, pois seu teste é inconclusivo, não mostra a facção que ela pertence, revelando que ela é Divergente, entre Abnegação, Audácia e Erudição, agora ela tem que decidir qual facção escolher. Só que Divergente não são aceitos nessa sociedade, são vistos como perigosos um risco para a comunidade, pois ela não se encaixa em uma determinada facção. Agora ela deve fazer sua escolha, como próprio livro diz “Uma escolha pode te transformar”.

Comecei a ler Divergente em 2012, presente de amigo secreto, confesso que o conhecei através de sua capa, ela me chamou a atenção (sou admirador de capas, eu sei que não deve se julgar um livro pela capa, mas é maior que eu... kkk). Ao decorrer da historia narrada pela Tris – nome que ela adota mais tarde – você começa a se identificar e se imaginar como ela vivenciando as mesmas experiências que ela, essa é uma das qualidades do livro, 
Veronica consegue trazer o leitor para o enredo, sentir as emoções, praticamente entrar no livro. 
Uma leitura fácil e viciante, o bom é que os outros dois já foram lançados, porque no meu caso tive que esperar um ano para ler cada um (agonizante).


Essa é a minha primeira resenha no Faces de uma Capa, espero que gostem e logo tem mais!

7 comentários :

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Olá gente,
    Como promessa é divida, aqui está a minha resenha,
    E já estou escrevendo a próxima! Aguardem...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito boa a resenha Lucas... seja sempre bem vindo ^.^

      Excluir
  3. Muito boa resenha, adoro esse livro *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flor obrigada pelo comentário, realmente o Lucas recomendou muito esse livro.
      Continue acompanhando o blog e as novas colunas do Lucas!!!

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Fico muito feliz que você tenha gostado, semana que vem têm mais, espero que acompanhe. Gostei muito do seu blog! ^^

      Excluir

Deixe seu comentário