[Livros de Domingo] - Livros pra ler num domingo qualquer!

Resolvi continuar essa coluna do Blog "Livros pra ler num domingo qualquer" são aqueles livros que você olha sempre pra ele pensando que rapidinho você lê, porque ele é fininho, e por diversas vezes nem nota sua presença lá em meio a tantos outros livros, pois é, pensando nesses livros resolvi dar continuidade à essa coluna do blog, já que por diversas vezes são esses mesmos livros que nos surpreendem,

Então vamos lá:

O fazedor de velhos (Rodrigo Lacerda)





Pedro (personagem principal) passa por várias situações às quais mostra seu amadurecimento enquanto ser humano, passando por várias situações que lhe mostram quais os valores que realmente deve levar para a vida, e lutar. E o mais legal é o fato do personagem contar sua história, exatamente como aconteceu, fazendo parecer que está em um bate papo com o leitor.

"... quando o escritor é muito bom... acaba tocando em questões cruciais que todos nós encaramos em algum momento da vida..." (Antonio Prata)



Pedro vira um leitor assíduo por conta de ter sido forçado a ler por seus pais, no entanto, com o decorrer da vida passa a perceber que gosta de ler, ainda mais quando começa a perceber que os livros lhe permitem até parecer mais velho, beneficiando-o à fazer coisas que com sua idade não poderia fazer, como por exemplo viajar sem autorização de seus pais:

"...meu disfarce... naquele domingo de tarde, durante o meu desespero, ao bater os olhos no tijolão shakesperiano, pensei uma coisa que podia dar certo. Eu tinha uma calça social azul- marinho... talvez ela não me achasse com cara tão jovem... e me deixasse embarcar..."

Só que o que ele não esperava era encontrar um "velho" em sua vida, que o faria analisar a vida de uma nova maneira e que talvez pudesse reencontrar esse sábio "velho" em momento de decisão de sua vida pessoal e profissional que o faria ver a vida de uma forma totalmente diferente.



Coisas de Homem / Coisas de Mulher (Laé de Souza)


O livro aborda as várias faces existentes em um relacionamento co-relacionadas ao comportamento humano, em forma de crônica, o autor surpreende o leitor ao narrar fatos do cotidiano humano.

A primeira crônica (Enfim, só) narra a história de uma mulher que após decidir separar do marido, resolve dar uma repaginada em tudo na sua vida (aparência, roupas, casa etc.) no entanto, num dia "nostálgico dia de chuva a que todos nós estamos sujeitos..." ela resolve ligar pra ele e adivinha, reatam, fato esse muito comum, afinal é só a mulher ou o homem separar que já logo resolve repaginar e tentar ter uma vida de "solteiro" até descobrir-se só e chegar a ausência da pessoa.
Além dessa, o livro tem várias crônicas bem legais, mostrando ao leitor histórias do dia a dia como a mulher que se arruma um pouco mais, e o marido logo pensa estar sendo traído.

"... Sempre que a mulher se veste com mais beleza e se trata mais, nem passa pela cabeça do parceiro que ela andou lendo um livro de como conquistar o marido ou de como levantar o astral. Encafifa-se que tem coisa e não há quem tire..."

Laé de Souza (o autor) aborda também questões da homoafetividade de forma a deixar claro que não importa a opção da pessoa, isso só diz repeito a ela, a única coisa a ser feita é respeitar.


"... Antes de criticar, reflita sobre a possibilidade de ser ou ter alguém assim próximo... Além do que, uma propensão ou desejos bloqueados podem explodir a qualquer momento..."

Enfim, as crônicas abordam questões do dia a dia quanto ao relacionamento humano, de forma divertida e reflexiva.



Poesia do Corpo Nú / Poética del cuerpo desnudo (Hugo Oquendo-Torres)




Mais um livro que sua leitura nos leva a refletir quanto ao comportamento humano, em forma de poesia, aborda temas como amor, sexo e corporeidade de maneira a refletir acerca da coisa indecente, da mesma forma como da coisa decente, faz com que o leitor(a) reflita quanto ao corpo e suas potencialidades. É um livro bilíngue, fato esse que me fez gostar ainda mais da obra.


"... corpo feminino, vítima da fragmentação mercantilista..."

Entrevista - Vanessa Sueroz - 24 anos (Autora)


Minha última resenha foi do livro Odiado Admirador Secreto da querida autora e parceira Vanessa Sueroz, 24 anos amante da leitura por conta da possibilidade de "conhecer outras vidas, outras experiências, viajar e conhecer outros lugares do mundo, pessoas sentimentos, gosto de rir sozinha deitada na cama com um livro na mão. Gosto da sensação de bem estar que os livros me trazem".
 A autora sempre gostou de escrever, desde pequena escrevia contos e livros na máquina de escrever em seguida no computador... "... publicar foi só mais um passo para seguir o que sempre quis".





Seu primeiro livro lido foi Vanessa não lembra, mais houve o livro Pollyanna (Eleanor H. Porter) que marcou sua infância, já que mesmo sendo uma história para crianças, tem em suas entrelinhas uma "linda lição de vida".







Atualmente ela está lendo Entre o agora ou nunca (J. A. Redmerski) livro esse que lhe prendeu no início, no entanto no decorrer da história não está tão bom a seu ver... "...espero que volte a melhorar...".









A autora é apaixonada pelos livros da Meg Cabot por se tratar de comédias românticas, gênero este que a fez criar gosto por escrever, a autora ainda diz não querer perder nenhum livro de Meg Cabot de tanto que gosta, sendo seu preferido o "A Princesa Apaixonada".





Caso pudesse escolher ser uma personagem Vanessa menciona que seria Mia Thermopolis (personagem dos livros de Meg Cabot).

"... nenhum personagem realmente me vejo nele, mas acho que a Mia Thermopolis chega mais perto. Ela tem o amor de sua vida, é uma princesa, conseguiu pulicar seu livro e ser uma grande escritora. Sua mãe é um amor e a ama muito, assim como seu pai e sua vó atrapalhada e doida."


" O blog (Faces de Uma Capa) é novo, ainda não tem muitos comentários,
mas adoro o layout clean e os posts..."
 

Odiado admirador secreto - Vanessa Sueroz



Recentemente resenhei o livro "Confusões em Paris" da Vanessa Sueroz, e agora trago a resenha de mais um livro da autora "O odiado admirador secreto" livro este tão bom quanto o já resenhado anteriormente.

Ambos os livros trazem histórias de jovens em tenra idade com histórias divertidas e românticas pra contar.

Gif


O LIVRO

Conta a história de Paulinha (personagem principal) - jovem sedenta para que termine logo o colégio, o que ela não imaginava é que começariam a acontecer coisas diferentes e ao mesmo tempo "estranha" em sua vida.
Afinal começar a receber rosas de todas as maneiras possíveis não é nada normal (no banheiro, na porta de casa, na bebida etc.), ou seja, em todo e qualquer lugar que ela vá surge uma rosa como num passe de mágicas, só que o que seu admirador não imagina é que ela odeia rosas, fato este que faz com que seu admirador leve o título de "Odiado Admirador Secreto".

"... estou sendo perseguida pelo maníaco das rosas. Posso gritar agora?... Será que alguém colocou um rastreador em mim..."

 Algo que me chamou a atenção é o fato de Paulinha ser amante dos livros e soltar frases tão lindas que diz respeito a muito dos leitores "ao menos eu me identifiquei".

"...Como vou simplesmente pegar outro livro?... não posso simplesmente esquecer aquele e seus personagens fofos e suas vidas complicadas e simplesmente partir pra outro..."
Além disso, a personagem tem seus amigos (Vitor, Lucas, Andressa e outros não menos importantes) com que vive grandes aventuras tornando o livro ainda mais divertido de ler.
"...Por te amar, vemos seus defeitos e te ajudamos a consertá-los..."
Outra coisa bem legal é que a autora coloca enigmas para que Paulinha descubra quem de fato é seu admirador, e um deles é a música linda da Ana Carolina "Toda mulher gosta de Rosas" - deixo aqui um vídeo para aqueles que não conhecem:



Feliz Natal aos leitores e parceiros!




Hoje minha postagem é para cada um dos leitores e parceiros em forma de agradecimento pela participação e parceria.
Que esse natal seja repleto de coisas boas e presentes!!!
 
Depois passem por aqui pra contar um pouquinho do que foi seu natal e se ganhou muitos livros, aproveitem pra aproveitar a união com a família e amigos nesse dia e não se esqueça do principal convidado "Papai do Céu".
 
Fiz uma árvore de natal de fotos - é uma ótima ideia pra quem quer uma árvore diferente.
 
 
 
 
Feliz Natal!!!
 
 
 
 
 
 
Obrigada a todas as parcerias e mensagens de carinho... Adorei cada uma delas!!!

 

Natal com Livros

É chegado o natal e tenho visto excelentes ideias de enfeites com livros, e para inspirar os leitores do Faces de Uma Capa resolvi postar algumas das ideias, espero que gostem:


1. Dilcemara da Fanpage Petite Ideas - montou uma árvore super linda - confiram:



2. Boneco de Neve de livros excelente ideia para bibliotecas e livrarias:











Desejo que o bom velhinho passe na casa de todos os leitores e seguidores do Faces... 
Um Bom Natal pra todos!!!


Catarse - A apoteose dos contos

"...Este livro é uma dimensão catártica, onde os dons desses deuses da escrita elucidam-nos sobre universos esplêndidos e a outros tão assombrosamente reais, evidenciando as múltiplas faces dos homens..."
É uma obra que une contos de autores brasileiros selecionados a partir de um concurso, cada um dos contos com uma peculiaridade diferente, mais ambos abordam questões sobre a vida a fim de nos fazer refletir a cerca de questões da vida que na correria do dia a dia não paramos pra refletir.
Cada conto traz uma questão ao leitor a fim de uma reflexão sobre si mesmo, sobre os outros e sobre o mundo de maneira altamente divertida e prazerosa.
Os contos variam em seus assuntos, por vezes chegando a serem até trágicos, vou comentar alguns deles aqui, espero que desperte o prazer dos leitores do blog para lê-lo.
Agatha de Assis "O mundo do faz de conta"
Imagine um ser mágico (fada) narrando a visita ao mundo real, pois é, Sophia nos conta sua experiência no mundo real e no mundo fantástico de uma maneira reflexiva e instigadora.
"... cuidado, tem gente no "mundo real" que dá muito valor a isso... Amam-se demais e acabam se esquecendo do próximo ao lado..."
A história é narrada de maneira tão convicta que nos faz acreditar enquanto leitores que de fato Sophia é uma fada prestes a descobrir as maldades que existem no  "Mundo Real".
Outro conto que gostei muito foi o da autora Daiane Duarte possível parceira pra 2015.
Daiane Duarte "Perfeita pra mim"
O conto é uma reflexão a cerca da beleza física tão valorizada pelos seres humanos acabando por esquecer das pequenas coisas da vida.
O conto é a história de Elizabeth e Pedro personagens estes que ensinam um ao outro a importância da vida e a ignorância que és a tal "beleza estereotipada".
Já que Elizabeth após um acidente de carro fica com o rosto "desfigurado" se isolando do mundo e da própria vida, até o encontro com Pedro um deficiente visual que a faz ver que a maior beleza está em nosso interior, até mesmo quando volta a enxergar.
Além desses tem outros tantos contos muito bons como esses, convido-os a conhecer esse maravilhoso livro e se quiser vir contar nos comentários o que achou, e qual seu preferido dentre tantos que falam sobre a vida, as diferentes culturas, a alegria e a tristeza, enfim, sobre vários questionamentos presentes em nosso dia a dia, que assim como o significado da palavra Catarse nos fará ter uma purificação e limpeza pessoal.

Reviver - Francine Locks

Reviver um livro que no início me pareceu similar aos tantos livros Hot´s que existem, no entanto, com o decorrer da leitura fui percebendo que ele tinha algo único que fez com que a leitura se tornasse mais prazerosa, além disso o final da obra é algo sensacional e inesperado - deixo aqui uma pergunta a autora "o livro terá continuação...?".

Sara Miller (personagem principal) recém formada em arquitetura, passa por um momento em que parece que seu mundo está prestes a desabar, afinal perder pessoas que ama, perder o emprego não é nada fácil, ainda mais quando parece que o mundo parece escurecer em sua vida.
Surge então sua amiga Kate na história, lhe convidando à mudar completamente sua vida,.

"... Embora ame a possibilidade de mudar de vida, não acho que seria uma boa ideia ter que conhecer pessoas novas..."

 Só que o que a mesma não esperava era encontrar Oliver (personagem principal) dono de uma personalidade um tanto quanto diferente de tudo que ela já tinha conhecido, podendo ser considerado o "homem perfeito" exceto por características às quais iria descobrir com o tempo, mais nada que o amor não pudesse mudar e melhorar.

"... eu não poderia magoá-la ainda mais. Desculpe-me...
....Eu a quero. E quero muito... Sara fique comigo...."

Além disso existe na história o Ian personagem este que faria de tudo para conquistar o amor de Sara, e quando eu digo tudo, é tudo mesmo.

Com a leitura de Reviver, é possível tirar uma linda missão, deixo aqui palavras da autora que confirma minha afirmação:

"... Precisamos, tratar as pessoas como se não houvesse outro dia... E nunca, nunca deixar de dizer o que realmente sentimos, pois a oportunidade passa, e a vida não tem volta..."

Entrevista - Andréa Bistafa (Blog Fundo Falso) - 26 anos


Andréa Bistafa, 26 anos, criadora do Blog Fundo Falso criado em Janeiro de 2011 momento em que iniciou a compulsão de Andréa por livros.

"Eu era muito fã da Pan do Garota It e me espelhei nela, resolvi criar um blog pessoal com foco maior em literatura..."

Além da já mencionada educação, atualização e acesso e obtenção da informação, a leitura para ela proporciona prazer e vida àquele que lê.

"Quem lê, renova seus ares, descobre coisas novas a cada dia, vive vidas diferentes, viaja, ri e chora e sempre aprende, de uma forma ou de outra um pouquinho sobre o mistério de viver..."



Lê desde pequena, no entanto a leitura que marcou o início de sua paixão pelos livros foi o livro O Iluminado (Stephen King) lido aos 13 anos de idade.

"Sempre gostei de terror, e é claro que o mestre me seduziu completamente!"





Atualmente está lendo Coração de Mãe (Jodi Picolt) em breve será resenhado no blog Fundo Falso.



Ao ser questionada sobre sua leitura predileta a leitora e blogueira menciona "... não ser justo apontar apenas um livro já que menciona ter mais ou menos uns cinco prediletos de cada gênero...".




Quando questionada sobre qual personagem gostaria de ser, sua resposta foi um tanto quanto única e exclusiva:

"... Acho que todos somos personagens de nossas próprias escrita de vida. E só cabe a nós conduzir um bom desfecho..."

Para ela ser blogueira é muito bom, afinal a partir do blog, ela menciona compartilhar um pouquinho de si e estar sempre por dentro de novidades na área de seu blog.
Apesar de já ter escrito alguns contos, a blogueira prefere ser uma "degustadora" do que oferecem a ela e se algum dia vier a escrever algo quer escrever alguma não-ficção.

O faces de Uma Capa é ... "um blog sútil e bem colocado, com boas referências e textos bem escritos. E a dona é claro, precisa ser citada! Cheia de projetos e vive a mil ligada em tudo! Parceira de Qualidade"



Agradeço a parceria da Andréa bem como suas palavras!!!

Conheçam nossa parceira e seu blog:

Querida Sue - Jessica Brockmole


"Eles se corresponderam durante anos... E todas as cartas dele estavam lá. Desde a primeira, de 1912 - a carta de um fã, um impetuoso estudante universitário - até, a última de 1917: um bilhete rabiscado e sujo enviado de um campo de prisioneiros, que pôs fim ao relacionamento..."

Assim é a história de Sue (personagem principal) e Davey (personagem), iniciada a partir de uma carta de um leitor a uma autora poetisa, carta esta enviada à editora com o objetivo de talvez chegar à autora em meados de 1912-1919, tendo como cenário a Primeira Guerra Mundial.

"Estou enviando esta carta à sua editora em Londres e vou cruzar os dedos para que ela chegue até a senhorita...e, se algum dia eu puder recompensá-la por sua poesia inspiradora... é, só dizer..."



O que Davey não imaginava era que a partir de sua carta se envolveria com Sue de maneira tão intensa acabando por tornar-se não só um admirador de seus poemas mais admirador também de suas tantas palavras e atos. 

"Pode não ser poesia para você, mas nunca pensei nas suas cartas como nada menos que isto...[...] Não existe poesia em minha vida sem você"

E carta após carta, ambos vão revelando segredos, medos e gostos, de modo a conhecerem-se melhor.
Mesmo tendo muitas coisas em comum, como por exemplo a escrita tão cheia de detalhes, ambos descobriram em si, mais do que a escrita.

E como se não bastasse, no decorrer da narrativa, em meados da Segunda Guerra Mundial, aparece a Margareth (filha de Sue) pra mostrar que o amor tudo pode e tudo supera, mesmo diante à guerra.

Um livro escrito de maneira criativa e inusitada, que prende quem lê até a última carta trocada pelos personagens, mostrando o poder das palavras em todos os sentidos. No decorrer da leitura, imaginei ter encontrado um baú daqueles de tesouro, com várias cartas de amor, capazes de transportar o leitor para um lugar até então desconhecido.


Gostaria de agradecer ao amigo Ricardo F. pela indicação maravilhosa.

Entrevista já realizada com Ricardo: http://www.facesdeumacapa.com.br/2014/04/entrevista-ricardo-42-anos.html

Entrevista - Mayara Alonso Caixeta - 18 anos (Leitora)

Durante o lançamento do livro da Carolina Munhoz e do Raphael Draccon na Livraria Saraiva, conheci uma amante de livros, cujo nome é Mayara Alonso Caixeta, 18 anos de idade, amante da Carolina Munhoz e de livros.

 Seu primeiro livro lido foi Pippi Meialonga (Astrid Lindgreen), com seus oito anos, ficou encantada com a possibilidade de ter uma série de aventuras em sua cabeça "... era como se fosse um desenho animado em letras...".

Apesar disso, a leitora considera que seu primeiro livro após amadurecida, foi Percy Jackson e os Olimpianos - O ladrão de Raios (Rick Riordan).

"Me apaixonei por mitologia grega... aos 12 anos e fascinada por história não tinha como não se apaixonar pelo Percy..."
Carolina Munhoz e Mayara
Sua leitura atual é o livro já resenhado aqui no blog "A fada (Carolina Munhoz)". Seu livro favorito também é um dos livros da Carolina Munhoz - o livro "O inverno das Fadas", tamanha sua admiração por essas obras, que a autora é considerada a autora favorita de Mayara.
"...ela é minha fada favorita nessa e em outras dimensões... ela é uma escritora que sabe o que quer... o último livro dela O Reino das Vozes que não se Calam, mostrou o quanto a fantasia é o espelho dos nossos maiores desejos e suplicas diárias..." 

Se pudesse, Mayara seria a personagem Katniss (Jogos Vorazes) "apesar de nem de longe ser minha personagem favorita... queria me encontrar numa situação onde coragem fosse o essencial. Apesar de oferecer risco a vida, trazer a tona algo desumano e sanguinário, estar em jogos vorazes seria um sacrifício por quem eu amo, então acho que seria capaz de me sacrificar pelo amor, não importa que tipo de amor".

"A leitura agrega desde imaginação, admiração, esperança até valores morais e éticos. Acho incrível como um livro pode nos tornar pessoas completamente diferentes, com visões mais amplas sobre o mundo e nos inserir em mundos fictícios que parecem mais que reais..."
  Quanto ao Faces de Uma Capa, Mayara deixou a seguinte avaliação:


"Achei muito legal, é uma proposta que leva o universo crescente dos leitores. Cada vez mais temos necessidades de nos manter informados sobre as novidades... afinal, a leitura não forma somente conhecimento, como também sentimentos, sensações e tudo mais que cada página nos torna seres mais amplos e muitas vezes nos mostra objetivos que todos devemos ter em comum... Então, propagar eventos, informar sobre o universo dos livros é formar pessoas cada vez mais humanas e reais"
 



As amazonas das montanhas - Marih Macar

"Das paixões ardentes às missões sangrentas..." assim pode ser caracterizado o livro As Amazonas das Montanhas de Marih Macar, um livro cheio de personagens, cada uma responsável por uma característica e personalidade única.
Nessa sociedade das amazonas não tem espaço para homens, motivo esse o qual às faz relacionar-se entre elas, e mesmo diante à guerras e tantas diversidades, mostrar o amor.
A capa do livro é simplesmente linda e fascinante por si só.
A meu ver a autora quis mostrar a força, independência e garra que as mulheres podem ter, mesmo diante a si mesmas.



A história se inicia com a personagem Ludmilla que após ter sido abandonada pelo namorado próximo à Cordilheira dos Andes, foi encontrada por Kiria (mais conhecida como Bela - por se tratar da mais bela guerreira de todas). 
A partir disso, ela passa a conhecer o local onde habitam guerreiras as Amazonas, mulheres essas que além de guerreiras, se relacionam entre si, fatores esses totalmente novo e fora do comum para Ludmilla, no entanto, com o decorrer dos dias ela vai se descobrindo apaixonada não só pelo lugar, suas crenças e costumes, como também pela Kíria. Tal fato, a faz querer voltar à sociedade das Amazonas mesmo podendo voltar pra sua casa e sua família.
Durante o decorrer da história surgem várias outras personagens como Yanka jovem encarregada de "cuidar" de Ludmilla fator esse que as tornam amigas do início ao fim; Paola cheia de ambição e egoísmos capaz de querer matar Ludmilla por conta de seu grande amor  Kíria; 
Além disso, no decorrer da história surgem várias outras amazonas, não menos importantes para o desenrolar da história, bem como Diouxie guerreira que a meu ver poderia ser considerada a mais bela, não só pela sua beleza física, mais também por sua determinação e persistência.

A autora no início do livro explica cada uma das personagens de forma a manter o leitor mais familiarizado no decorrer da história, o que a meu ver não é bacana, tendo em vista que o leitor vai construindo o personagem no decorrer da narrativa. Mais já vi comentários em outros blogs positivos quanto à isso.
No início fiquei um pouco travada em ler, por se tratar de uma história cheia de personagens e detalhes minuciosos, fato esse que até cheguei a comentar com a autora, no entanto, no decorrer da história fui me familiarizando e me identificando com as personagens.
Me assustei um pouco também com o fato das personagens agirem friamente em algumas situações, mais com o passar das páginas, é perceptível que se não fossem assim, a história não teria graça.

Ao ler esse livro aprendi um pouco mais sobre a cultura e a sociedade das amazonas da montanha.