Entrevista - Mayara Alonso Caixeta - 18 anos (Leitora)

Durante o lançamento do livro da Carolina Munhoz e do Raphael Draccon na Livraria Saraiva, conheci uma amante de livros, cujo nome é Mayara Alonso Caixeta, 18 anos de idade, amante da Carolina Munhoz e de livros.

 Seu primeiro livro lido foi Pippi Meialonga (Astrid Lindgreen), com seus oito anos, ficou encantada com a possibilidade de ter uma série de aventuras em sua cabeça "... era como se fosse um desenho animado em letras...".

Apesar disso, a leitora considera que seu primeiro livro após amadurecida, foi Percy Jackson e os Olimpianos - O ladrão de Raios (Rick Riordan).

"Me apaixonei por mitologia grega... aos 12 anos e fascinada por história não tinha como não se apaixonar pelo Percy..."
Carolina Munhoz e Mayara
Sua leitura atual é o livro já resenhado aqui no blog "A fada (Carolina Munhoz)". Seu livro favorito também é um dos livros da Carolina Munhoz - o livro "O inverno das Fadas", tamanha sua admiração por essas obras, que a autora é considerada a autora favorita de Mayara.
"...ela é minha fada favorita nessa e em outras dimensões... ela é uma escritora que sabe o que quer... o último livro dela O Reino das Vozes que não se Calam, mostrou o quanto a fantasia é o espelho dos nossos maiores desejos e suplicas diárias..." 

Se pudesse, Mayara seria a personagem Katniss (Jogos Vorazes) "apesar de nem de longe ser minha personagem favorita... queria me encontrar numa situação onde coragem fosse o essencial. Apesar de oferecer risco a vida, trazer a tona algo desumano e sanguinário, estar em jogos vorazes seria um sacrifício por quem eu amo, então acho que seria capaz de me sacrificar pelo amor, não importa que tipo de amor".

"A leitura agrega desde imaginação, admiração, esperança até valores morais e éticos. Acho incrível como um livro pode nos tornar pessoas completamente diferentes, com visões mais amplas sobre o mundo e nos inserir em mundos fictícios que parecem mais que reais..."
  Quanto ao Faces de Uma Capa, Mayara deixou a seguinte avaliação:


"Achei muito legal, é uma proposta que leva o universo crescente dos leitores. Cada vez mais temos necessidades de nos manter informados sobre as novidades... afinal, a leitura não forma somente conhecimento, como também sentimentos, sensações e tudo mais que cada página nos torna seres mais amplos e muitas vezes nos mostra objetivos que todos devemos ter em comum... Então, propagar eventos, informar sobre o universo dos livros é formar pessoas cada vez mais humanas e reais"
 



0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu comentário