O reino das vozes que não se calam - Carolina Munhóz e Sophia Abrahão


O Reino das Vozes que Não Se Calam, como juntar tantos atributos e qualidades em uma única só palavra?
Pois é, esse livro é mais do que a união de todas as qualidades que um livro possa ter.

Sua capa e edição é linda, permitindo ao leitor um toque suave em suas mãos, tem um detalhe em brilhante que dá um toque de luxo ao livro, tornando-o mais perfeito ainda. Sua edição e diagramação foi feita de forma a fazer com que a leitura se torne mais prazerosa ainda.

A obra traz assuntos sérios e atuais tratados de forma mais dinâmica, como a depressão, o bullying e as relações familiares durante a adolecencia - que  a meu ver, podem ser refletidos e trabalhados de várias maneiras.











O LIVRO 

O livro conta a história de Sophie uma jovem de dezessete anos, totalmente tímida e "excluída da sociedade", fato esse que lhe faz passar por bullying e humilhações em sua escola, além de ter de enfrentar piadinhas de seus pais e, como se não bastasse, uma diretora "insuportável" em seu colégio. Por conta disso, ela se esconde sempre "atrás" de sua melhor amiga Anna e encherga o mundo sempre de forma "cinzenta e sem cor".

"... Sophie sempre via tudo em um único tom. Pálido, sem graça e triste..."

E após um dia turbulento e cheio de humilhações, numa festa onde estavam reunidos vários "colegas" de escola, ela chega em casa e como num passe de mágica é "transportada" para um reino mágico, O Reino das Vozes que Não se Calam, e imagine que nesse reino é tudo diferente do que a garota está acostumada a ver e sentir - ela é amada por todos, independente de suas características físicas e/ou psicológicas - além disso, ela conhece vários personagens fantásticos (sereianos, fadas, flores que cantam etc.), reino este que ha faz pensar ser criação de sua imaginação.

"Será que fui eu mesma que criei isso?"

E a partir desse reino, a personagem passa por um período de transformação e redescobrimento, fato esse que lhe permite perceber que a mudança interior dependia apenas e somente dela mesma.
E o mais fantástico é que durante esse percurso, Sophie conhece pessoas maravilhosas, seja no mundo real ou fantástico:

Léo - um garoto que além de super fofo é capaz de mostrar que com determinação é possível alcançar aquilo que pra muitos parece ser impossível;
Monica - uma garota que além de super antenada com o mundo "fantástico", mostra o valor da amizade entre os seres humanos.
Além deles os seres fantástico cada um representando uma parte de importante de Sophie (pelo menos ao meu ver):
Secrethy (Protetora dos segredos do Reino) - representando as amizades de Sophie - ou seja amizade = guardar segredos;
Mama Lala (Vidente) - representa o futuro - afinal é através dela e das cartas de Tarô que Sophie começa sua jornada para descobrir como ser feliz, cartas essas que instigam a jovem ainda mais em suas descobertas;


Sophie 

De garota "revoltada demais com o mundo... que fala o que pensa e o que sente..." a "... passarinho de asas quebradas..." e " intocável. Um ser perfeito..." ela nos mostra em sua história de vida que:

 "Ninguém pode fazer outra pessoa feliz. Nós precisamos encontrar a nossa própria felicidade."

Além desses, tem muitos outros personagens a serem descobertos e não menos importantes para a construção da história.




http://www.carolinamunhoz.com/blog/


Tive uma leve impressão que as autoras colocaram um pouquinho de si nessa fantástica história (afinal quem já teve o prazer de conhecer a Carol sabe que ela já sofreu bullying), além de é claro trazer semelhanças de outras obras fantásticas como Harry Potter (ah é a Carol é apaixonada pelo Harry rs!), além disso, quem ler verá a semelhança física que existe entre as personagens Sophie (Sophia Abrahão) e Secrethy (Carolina Munhóz).






Além disso, o que encanta ainda mais é a forma como as autoras foram capazes de mesclar o mundo real com o mundo da fantasia e dar um desfecho pra lá de emocionante ao livro. Além de é claro descrever os personagens e suas roupas maravilhosamente bem (aqui pra nós eu fiquei fascinada pelas roupas de Sophie enquanto estava no mundo mágico - até tive ideias para as roupas de natal e ano novo e se derem certo eu posto aqui pra vocês verem ^.^).

"Um vestido assimétrico... vestia um espartilho negro com decote de coração. Era bem justo, bordado com pequenas jóias escuras, e ostentava um trançado na frente e nas laterais. O cetim entrelaçado finalizava em um laço ..."





6 comentários :

  1. Sou louca por esse livro, mas tenho que termina os 20 que tenho aqui rsrs bjus https://www.youtube.com/watch?v=KEMMi7KeBOk&list=UUcsbrzL9CrOPNlqbA7lBy-w

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana obrigada por passar aqui ^.^

      Eu também tenho váriooossss na lista rsrsrs... como todo bom leitor!!!

      Segue o blog e comente sempre que quiser, ah e espero ter te instigado a ler o Reino... com minha resenha!!!

      Excluir
  2. Olá!

    Não é uma história que me seduza, mas pela escrita, deve ser uma leitura rápida, e um tanto gostosa... Boa resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Kami, de fato é uma leitura bem rapidinha, vale a pena.
      Obrigada pela visita!
      Beijokas!

      Excluir
  3. Oiii!

    Eu ainda não li esse livro e até acho normal as autoras colocarem caracteristicas delas nas personagens! Eu acho que outra coisa que também é normal é ter essa comparação com HP, ele é influencia para muita gente!
    Fiquei feliz em saber que o primeiro livro do desafio foi bom para você!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, é uma delícia quando os autores colocam suas características nos personagens, afinal, parece ser mais real.
      Obrigada pela visita amore!
      Beijoka!

      Excluir

Deixe seu comentário