Pequena Abelha - Chris Cleave

Pequena Abelha é uma narrativa de duas mulheres (Pequena Abelha e Sarah - Personagens principais) que são unidas e separadas pelo destino de uma forma não muito comum, no entanto, o destino dá uma volta fazendo com que elas se reencontrem e provem uma para a outra que o reencontro entre ambas valeu a pena, mesmo que o primeiro encontro tenha se dado em meio a tantas tragédias.

Pequena Abelha, uma menina nigeriana, que fica presa num centro de detenção de imigrantes em Londres, que vive em busca de sua liberdade, e no momento que tem liberdade mesmo que ilusória "por se tratar de uma refugiada", resolve ir em busca de um casal que marcou sua vida de uma maneira inesquecível, no entanto o que ela não sabia ou imaginava era que sua visita poderia se tornar algo negativo ou quem sabe, algo que mudaria a vida de Sarah por completo.
Sarah uma jornalista, casada, mãe de um garoto de 4 anos que usa roupa do Batman, e apresenta comportamentos que Sarah nem sempre sabe lidar.

Duas histórias diferentes, que ao se cruzarem são capazes de mostrar ao leitor o quanto precisamos um do outro, e do quanto a humanidade precisa evoluir e ajudar o próximo só assim haverá a verdadeira paz.

Dentre tantas, a parte do livro que mais me chamou a atenção, foi a parte em que a Pekena Abelha sai do Centro de Detenção e vê o que há fora dos portões escuros que teve que encarar durante anos, parte esta em que a personagem narra como é difícil encarar aquilo que não estamos acostumados, no caso dela a claridade, o cheiro da grama, afinal não deve ser nada fácil ficar presa sem nem ao menos ver a luz do dia.

"...Estamos sempre precisando sair de algum lugar. Onde quer que seja isto aqui, há sempre um bom motivo, para sairmos. Essa é a história da minha vid. Sempre fugindo... sem um momento de paz... acho que vou fugir sempre até o dia em que me encontrar com os mortos."
O livro é uma obra muito forte, e emotiva, no entanto de fácil leitura.

2 comentários :

  1. Oie,
    confesso que já vi este livro por aí, mas não me chamou atenção.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vanessa primeiramente obrigada pela visita, bom quanto ao livro, recomendadíssimo.
      É um livro bem bacana e de fácil leitura, e nos proporciona momentos de reflexão quanto a vida e a liberdade.
      Espero que meu poste tenha lhe incentivado a ler a obra.
      Fique a vontade para seguir o blog, comentar e participar sempre que quiser.

      Excluir

Deixe seu comentário