Scarlet - Reynaldo Araújo


De dia Oscar (personagem principal), de noite Scarlet, obra sobre diversidade (homoafetiva), que traz a história de um garoto adolescente indeciso e cheio de questionamentos sexuais.
Muitas pessoas no período da adolescência passam por conflitos sexuais, pessoais e profissionais, e nessa obra, o personagem Oscar narra seus conflitos, sua vida, seus amores e desamores de uma forma descontraída e por vezes engraçada.                           Provindo de uma família totalmente preconceituosa, tendo em vista que seu pai é militar e sua mãe uma escritora totalmente submissa, mesmo que seja para ficar contra seu filho, não aceita a opção de seu filho. No entanto, no decorrer da história a vida mostra a Oscar que nem sempre o que parece é realmente a verdade. Afinal seu pai, todo durão e preconceituoso é desmascarado da pior forma.
 Oscar mostra que quando queremos algo que nos faz bem, devemos lutar até o fim. É uma narrativa muito diferente, que conta a história de um garoto que por diversos motivos decide se transvestir, mostrando que se todos podemos ser o que quisermos, mesmo diante a situações constrangedoras - o importante é tirar sempre que possível coisas positivas de qualquer que seja a situação.

 "... A moral de viver é que na história toda não tem moral de verdade... A gente vive o tempo todo procurando o que fazer para encontrar a felicidade, encontrar o verdadeiro amor... e com isso não damos a menor ideia ao que nos cerca, aos raros momentos felizes do dia a dia..."
Deixo um recado ao autor, teve uma coisa que não gostei muito, achei que ficou faltando algo mais... (Reynaldo depois te falo pra não estragar o gostinho de quem vai ler).
A Editora Metanóia abriu caminhos para uma literatura diferenciada e que não tem muito espaço tanto no mercado, quanto entre os leitores, e que tem seu valor assim como tantas outros tipos de literatura, estou aprendendo muito com os livros da Metanóia, além de me divertir a cada história lida.

                                                     

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu comentário