[Resenhas] Negro - Robson Pinheiro

Trata-se de um livro escrito por um espírito da umbanda (preto velho), com ensinamentos para a vida, independente de crença ou religião. 





"As palavras de um negro-velho, em preto e branco". 






O Livro traz lições sobre: 

Ser feliz, independente das reações e atitudes dos outros;

O poder do universo e da positividade;

Seja você responsável pela sua vida e não entregue essa responsabilidade na mão de outras pessoas;

Força do pensamento; 

A importância de agir.

É MUITO MAIS!!!


É um livro que recomendo, independente de religião, pois traz em suas páginas, lições para a uma vida melhor. 

A edição está maravilhosa, páginas pretas e textos curtos o que facilita a leitura.

 É uma leitura super agradável! 


 #livro #ler #livros #book #photobook #casadosespiritos #leia #leituraatual #facesdeumacapa #resenhaliteraria

[Resenhas] - Não se enrola não - Isabela Freitas

Olá amorecos meus, como vocês estão?
Enfim trouxe a resenha dessa belezura, que estava aqui parado e já lido a algum tempinho.




Não se enrola não, é o terceiro livro da série, Não se apega não, da autora Isabela Freitas - com mais de 1 milhão de exemplares vendidos.

Já resenhei os dois primeiros volumes aqui no blog (Não se apega não, Não se iluda não).

Os dois primeiros livros são incríveis - inclusive reli eles antes de ler esse daqui, e simplesmente amei e leria novamente, quantas vezes fossem necessárias, afinal a autora aborda a questão de autoconhecimento, autoaceitação e coisas nessa temática.

Nesse volume a vida de Isabela dá uma grande reviravolta, após o sucesso de seu blog - que até então era algo pessoal - começa a ser conhecido e há a oportunidade dela escrever seu livro, mesmo que não tenha sido fácil. Ela abandona o curso de direito, vai morar sozinha em SP e para sua surpresa Pedro agora é seu vizinho e seus sentimentos são todos postos a prova.


Isabela continua toda atrapalhada.

"Enquanto eu descia os degraus com a mão no corrimão, num ritmo que eu imaginava ser o de câmera lenta... Simplesmente escorreguei. Caí de pernas abertas..."
Nesse terceiro livro, a autora também não deixou de lado as dicas e ideias sobre as melhores maneiras de enfrentar a vida.


"Temos, porém, que abraças as oportunidades. Não importa de obas ou ruins..."

Sem contar a edição e a capa que estão espetacular, como sempre. 

Já ansiosa pra ler o próximo.

Beijokas e até a próxima resenha amores meus!!!


[Resenhas] - Realidade Alternativa - SuperInteressante

Olá amorecos,




Hoje trago pra vocês a resenha de um livro que ganhei de presente e que gostei de alguns contos, não todos, mas alguns deles me fizeram refletir e pensar a respeito de muita coisa.
São contos curtos, mostrando realidades alternativas, como o próprio título diz.
De verdade poucos foram os contos que eu curti, por isso dei nota 3 pro livro. Tem contos na verdade que em alguns momentos é preciso reler pra entender a profundidade da coisa.
Mas, como em toda leitura procuro tirar algum proveito, vamos lá:






No conto Quando existiam as tartarugas, achei interessante a abordagem que a autora (Aline V.) dá ao armazenamento de coisas nas nuvens - no sentido figurado da palavra. E a parte em que ela menciona a questão de os pontos finais se tornarem vírgulas. Na verdade esse foi um dos contos que mais gostei - principalmente a parte da vó querer mostra a "realidade" de onde ela um dia morou e a neta lhe mostra que a realidade é sim aquilo que ali está - um lugar para continuar a vida humana.

De verdade esperava mais desse livro, mas algo muito peculiar e que gostei mais que os contos pra ser sincera, foram as ilustrações.

O bom é que tive o prazer de conhecer alguns autores novos, quem sabe eu leia mais coisas deles né!
Por hoje é isso amorecos!
Beijokas!




[Resenhas] - Pega, mas não se apega! - Pamella Marcenal

Olá amorecos meus, lembra do livro que estava lendo - Pega, mas não se apega!, da Pam.
Pois é, não aguentei e devorei em 2 dias lá no Wattpad, gente que livro bom demais.


Pois é a Gabys, que eu já tinha contado pra vocês, que era uma maluca do pega, mas não se apega e viver a vida sem compromissos e de maneira D.I.V.E.R.T.I.D.A, principalmente a se tratar do sexo oposto.
Só que num momento da história ela fica confusa em relação a seus sentimentos por Gustavo seu até então "amigo", e sério que vontade de dar na cara dela em alguns momentos, o boy louco por ela e ela por ele, mas cheia de confusões mentais, acaba que por indo viajar a trabalho e deixando-o pra traz.
Só que o que ela não espera é encontrar Rodrigo, um cara que a fara entender o verdadeiro sentido de amar e "se apegar" a alguém!
Ai gente, não vou contar muito mais não porque se não vai rolar muito spoiller, mas preparem o coração que esse livro é além de maravilindo, super picante e com cenas de tirar o coração do lugar.



Arrasou Pam!

Já quero mais livros viu!
Beijokas!

[Resolvi Escrever] - Deixe as borboletas voarem, a que quiser ficar, ficará!

Hoje começo por aqui de uma maneira diferente, pelo simples fato de tantas coisas acontecerem em nossa vida e nos fazer entender que nem tudo é do jeito que queremos, mas pode ser menos doloroso, se nos fizermos entender.


























Fazendo uma analogia com as borboletas, que são tão livres depois que saem do casulo, elas decidem onde elas querem ir, e onde querem pousar e alegrar o dia daqueles que tem a oportunidade de vê-la.
Para uns sorte, para outros mau agouro, mas ali estão elas desfilando com suas lindas asas e cores.
Na vida temos a mania de querer guardá-las num pote só pra gente e não deixar nunca mais ela sair dali, mas concorda que se ela quisesse ficaria e nem precisava você aprisionar?!

Assim são as pessoas e as coisas nas nossas vidas, por "amor", acabamos querendo que mesmo contra vontade elas fiquem ali, pra sempre.
Eu particularmente já quis sim, que pessoas ficassem comigo pra sempre, trabalhos fosse eternos, amizades nunca acabassem... lembro a primeira borboleta que pousou levemente em minha vida e eu em minha inocência de criança achei que sim, seria eterna, e deixa eu te contar, nada é eterno e nem permanece em nossas vidas o tempo que queremos, mas, o tempo necessário pra aprender algo, é preciso que saibamos tirar proveito desses momentos, afinal, quando elas decidem bater asas e voar, podem não mais voltar.
Dói sim, mas pra seu bem e para o dela, deixe-a ir, isso é sabedoria e maturidade, quem sabe um dia ela volte, mas não crie expectativas, elas doem ainda mais, apenas guarde os bons momentos que teve ao lado dela e deixe-a colorir o dia de outras pessoas, se for sua, ela volta, caso contrário, aparece outra, pode acreditar!

Espero que em minhas poucas palavras, mas de coração, que pra alguém sirva esse pedacinho dos meus pensamentos!

Beijokas!!!

Esse e mais textos disponível em: https://www.wattpad.com/myworks/225136681/write/885332166

[Uma Dose] - Pega, mas não se apega! - Pamella Marcenal

Oie amorecas minhas,


Pois é demorei a ter um estalo pra voltar aqui, mas não adianta amo o blog, os leitores, os parceiros e todos que passam por aqui, cada um tem um espaço em meu coração.
Voltei com um bocado de novidade, espero que gostem. Vamos lá:

- Voltei a ler no Wattpad - porque sim, tem muita coisa boa por lá.

E já trouxe uma coluna nova pra alegrar os corações de vocês - Uma dose - quando eu começar a ler algum livro que queira fazer algum comentário, mas não seja a resenha completa vou trazer aqui pra você, bora começar com esse livro maravilhoso da Pamella Marcenal.

Estou muito na vibe de autoconhecimento, amor próprio - e viciada nesses livros de desapego - então como se o universo conspirasse, o livro da Pam foi o primeiro a aparecer no Wattpad, quando voltei.



Pega, mas não se apega!
Pra quem gosta de uma literatura hot, NÃO pode deixar de ler essa belezura, mas, NÃO MESMOOOOO, manda ver na leitura (Clicando AQUI), sério, que é babado.


Gabi, uma garota que resolve após começar a ler literatura erótica e dar um show num bar, ao tentar ser proibida pelo garçom de ler em voz alta Cinquenta Tons de Cinza, resolve colocar em prática o que leu, com seu amigo - até então maravilhoso - ou como ela o descreve "P.A".
Mas na primeira noite já vê que aquilo não parece ser tão fácil como imaginou e pode lhe custar muitas dores.




Numa das suas maluquices, fez uma aposta com um amigo - desafiada a "pegar" o cara, já que seu lema era se divertir e não se apegar - e algo me diz que esse cara que ela nem sabe o nome vai reaparecer na vida dela - depois volto pra contar gente, juroh!
Seu amigo Gustavo, "sempre" presente em suas aventuras, mas ás vezes ela sentia falta dele como amigo - só ás vezes.
Nessa altura da história, ela recebeu uma proposta pra uma viagem rumo a uma nova oportunidade profissional...

Bom gente, restou tão ansiosa quanto vocês juroh!
Assim que eu conseguir ler mais volto aqui pra contar mais.


Reativei o canal do Youtube (Faces de Uma Capa) e vem novidades bem legais por ai - bora fazer o que mais amo - ler!

Bom amorecos, por hoje é só, espero que estejam contentes assim como eu estou, bora fazer algo produtivo pra humanidade, já que estamos em meio a esse caos da pandemia!

Beijos e Gratidão a todos!