[Diário da Grazi] - Janeiro/Abril 2018

Olá amorecos, tudo bom com vocês - nem acredito que tô conseguindo voltar pro blog, após tantos contratempos \o/ \o/.

Bom vou mostrar pra vocês o que recebi desde o início do ano - quem quiser pode conferir no meu instagram @grazicherry que lá tá bem atualizadinho também.








Começarei pelos lançamentos de livros infantis lindos que recebi esse mês, da Editora do Brasil que sempre arrasa em suas publicações para os pequenos - em breve tratei resenha dos mesmos.














Estou encantada pelos dois, capas lindas, edição maravilhosa e o trabalho do autor e ilustrador também merecem meu respeito!












Espero que tenham gostado dessas belezuras e acompanhem o blog pra ver as resenhas em breve.

















Outra belezura que chegou - que eu simplesmente me encantei desde que vi a capa a primeira vez foi, A violinista na Varanda - Adriana Gattermayr, da Editora Scortecci.

Traz a história de Andiara, uma violinista apaixonada e apaixonante. Uma história que num primeiro e rápido contato, parece conter muito mistério e romance.







Chegaram também mais essas duas belezuras da Editora Scortecci, que estou maluca aqui pra ler.





















Além desses, a linda da Simone O. Marques, mandou o novo (segundo) livro da série Tesouros da Tribo de Dana - Fadas e Druídas, Editora Som Books. Resenha do primeiro livro Dois Mundos (Aqui).































Outra novidade que chegou - e essa com direito a nova parceria, foi o livro, Tarsia, Sherla M. Silva - Editora Arwen, que simplesmente me apaixonei pela capa e a história parece ser divina também, em breve resenha aqui no blog pra vocês meus amorecos!


Bom, por hoje é isso, viram quantas coisas legais ^.^.
Espero que continuem acompanhando o blog e as novidades.

Beijokas!!!

[Resenhas] - Peças Fragilizadas - Vera Carvalho

Olá amorecos tudo bom com vocês, sei que está meio difícil eu aparecer por aqui, mais se eu parar pra contar tudo que aconteceu nesse meio tempo iria dar mais um livro pra vocês lerem e não tão legais quanto aos que trago aqui pra vocês conhecerem.
Hoje trago pra vocês, atrasado, mas trouxe o livro escolhido para o mês de Março do Clube de Temas – tema: Policial.
E o livro escolhido foi: Peças Fragilizadas da linda parceira Vera Carvalho. O livro já estava na estante a algum tempo então resolvi aproveitar a deixa pra pegar ele pra ler.


O livro traz mais um mistério para o detetive – que eu amo – Alyrio Cobra desvendar. E o melhor de tudo é que a história acontece em São Paulo, o que faz parecer ainda mais real o romance policial.
Dessa vez o detetive terá que desvendar um crime, onde todos que começam a se envolver com o crime começam a morrer de alguma maneira, seja por bala perdida, esfaqueados e etc. E mais do que isso, envolve crime, traficante e drogas e políticos. Ainda assim, ele não abre mão de desvendar esse crime. 

" O que você está contratando não é um trabalho, é uma missão!".




Havia nessa história um dossiê perdido que o ajudaria  a desvendar tal crimes, mas eletoda vez que chegava perto acontecia algo que o impedia de ter acesso ao mesmo.

"Acredita que obtendo o dossiê que o morto possuía, e que ninguém havia encontrado, seria a melhor forma de saber a real importância de se manter vivo...". 

Mais do que isso Alyrio é contratado pelo assassino do crime, o que deixa a história ainda mais intrigante.

Não vou ficar aqui puxando sardinha pra Vera, porque ela já sabe que eu amo a escrita dela e me encanto a cada história, recomendo pra quem curte policial.

Outra coisa que me chamou a atenção foi o prefácio escrito por Nic Nilson, a escolha foi a melhor, afinal ele dá uma noção clara do que podemos esperar da história.

"... este romance trabalha com certezas e não com dúvidas... resultados e não com possibilidades... cores realistas e não tons pastéis...".

Enfim, só lendo pra ver que delícia de crime a ser desvendado.

Aqui estão os links dos lindos que estão participando de nosso clube pra vocês conhecerem mais alguns livros policiais:

Garota Devorando Livros - O ceifador dos anjos - Juliete Vasconcelos

Tell Me a Book - Nudez Mortal - Norah Roberts

Estante Diagonal - Em um bosque muito escuro - Ruth Ware

Manuscrito Literário - Sherlock Holmes - Conan Doyle

Alfarrábios Literário - Brutal - Luke Delaney

A menina que comprava livros - A Obsessão - Norah Roberts

Beijokas amorecos, por hoje é só!!!

[Resenhas] - A garota do calendário Fevereiro - Audrey Carlan

Olá amorecos, sei que sumi - mais esse ano está meio complicado, mas aos poucos vamos colocando os pingos nos IS - agradeço os que continuam acompanhando o blog e me apoiando de alguma maneira.


































Hoje trago a resenha do segundo livro da série A garota do Calendário - Audrey Carlan, da Verus Editora.

Pois é, essa série está me surpreendendo - de verdade - pensei que seria só putaria do início ao fim, mais o livro traz além do lado erótico, muito romance envolvido, nos prendendo a cada personagem, ou "cliente".

Vamos lá ver o que a Mia Saunders - que precisando de dinheiro para tirar seu pai de uma enrascada vira acompanhante -  passou no mês de Fevereiro.

Ela nesse mês teve que ser musa inspiradora de Alex Dubois - um artista plástico francês que mora em Seattle - e quando chega no local do trabalho vê inúmeras pessoas nuas e assim começa uma nova aventura na vida de Mia.

" Havia pessoas por todos os lados, metade delas nua. No que foi o que eu me meti... Santa mãe de Deus eu estava encrencada.".

Só que o que ela não esperava era que esse seria mais um cliente como Weston, ou quem sabe "melhor" que ele (será?).

" Claro, chérrie... os franceses fazem amor. E contem muita forma de fazer... .".

E que venha o próximo mês e o próximo "cliente" - Anthony, um grande empresário no ramo alimentício.

Algo muito legal é que Mia nesse mês tem a oportunidade de se autoconhecer melhor e resgatar lembranças de seu passado.
Como já disse, o cliente desse mês é um pintor e sinceramente, gostaria muito de ver as telas dele pintadas de fato, mas, na minha imaginação parecem ter ficado muito lindas e especiais, tendo em vista que foram um retrato captado no íntimo de Mia - quem já leu, conte ai o que acharam.
E quem pra quem leu a resenha do livro anterior (AQUI) se contente em saber que ela não se desvinculou do "Deus Grego" Wes s2.

Algo que também me deixou bem feliz em saber é que pra Mia, o trabalho que a principio pra quem vê de fora parece ser um sacrifício, não estava sendo tanto sacrifício assim.

"Com Wes e Alec, não parecia trabalho...".

E que venha Março...







































No final da minha leitura da série, vou montar um post mostrando os lugares que Mia viajou, que digo pra vocês - são lindos e sonho de consumo de qualquer um.


[Dicionário do Leitor] - BooksTagramer

Olá amorecos, tudo bem com vocês?!

Como faz bastante tempo que não trago palavras novas pra nosso dicionário do leitor, resolvi começar a semana com essa coluna, e uma palavrinha nova.






































Sabe aqueles usuários do Instagram que voltam seus perfis pra divulgar tudo sobre livro, pois então, eles são os Bookstagrammer.

Recomendo o meu pra vocês, já que eu posto bastante coisa legal sobre livros por lá.











Espero vocês por lá!!!
Beijokas e até a próxima palavrinha!!!

[Faces da Leitura] - Você tem fome de quê?

Olá amorecos, hoje trago um projeto bem bacana, que a Claudinha (era colaboradora do blog) postou dia desses no seu face e eu fiquei curiosa pra conhecer um pouco mais, e pra nossa alegria ela me contou do que se trata, como funciona e mais alguns detalhes e resolvi trazer pra vocês também terem o prazer de conhecer.





O projeto Você tem fome de quê?, traz Geladeiras literárias instaladas em vários terminais de ônibus pelo Brasil todo, que ao invés de conter comida, contem livros dos mais variados gêneros e assuntos.
Trata-se de uma iniciativa das prefeituras para incentivar a leitura como um hábito diário, sem obrigação.
Qualquer cidadão pode levar livros para casa, depois levar de volta ou trocar, ou até mesmo ficar com o livro pra si, além disso, se quiser pode também doar algum livro que esteja parado na estante de casa. 

"Um projeto bonito e essencial para que o objetivo de alcançar novos leitores seja atendido". (Camila Ferreira)





Em Jundiaí, que é onde a Claudinha mora, a "Geladeira Literária" fez parte da programação de aniversário de Jundiaí e tem objetivo de ser permanente.



Para arrecadação do material, a prefeitura restaurou geladeiras velhas e colocou adesivos  a fim de chamar a atenção das pessoas que estão passando para parar, abrir e pegar um livro de sua preferência. 
Os livros são higienizados, triados, carimbados com a identidade do projeto. Os funcionários da Cultura fazem a inspeção de cada uma das geladeiras, três vezes por semana e a média de reposição total de cada uma das geladeiras total é de cerca de 5 mil livros semanalmente no total dos espaços.


"Por isso, se na sua cidade tem uma geladeira dessa nos terminais, não perca tempo e adquira o livro novinho em folha para você se divertir, pois além de melhorar a escrita e a leitura, você ainda viverá uma grande aventura". (Camila Ferreira)





Espero que tenham gostado de conhecer mais um projeto de incentivo a leitura na nossa coluna Faces da Leitura, beijokas!!!