[Resenhas] - Matalauê está me chamando - Vera Moll - Editora Alameda

Olá amorecos, todos bem?!

Hoje trago uma resenha que tem tudo a ver com o momento em que estamos vivendo - como se a natureza estivesse chamando atenção da humanidade ao que realmente importa.

Matalauê está me chamando - Vera Moll da Editora Alameda, recebi de parceria e simplesmente me encantei, mesmo se tratando de uma leitura bemmmm complexa - já que é um estudo maravilhoso.


Trata-se de uma pesquisa narra em forma de romance, sobre os índios. Nessa aventura da autora, ou auto-ficção como ela denomina, ela apresenta a vida, lendas, costumes desse povo, tudo isso a partir de pesquisas muito bem feitas.

"... romance-depoimento  que pesquisa a saga dos índios brasileiros... representada numa verdadeira aventura literária... expedição pelas mãos seguras e emocionadas da autora..."
(Trecho do Livro)

A partir desse livro ela narra as vivências nas aldeias e faz um diálogo com os personagens de maneira muito estratégica e bem pensada.

"Ser índio significa ouvir a voz dos ancestrais e se pôr a caminho".
(Trecho do Livro)


Ela dá voz a um povo que a cada dia está ficando mais e mais esquecido, seja seus costumes, seus tambores, vozes de guerreiros, que aos poucos estão perdendo espaço para poluição no geral.

"... ao fim de quinhentos anos devemos nos perguntar quem somos, nós, os brasileiros, qual sangue corre em nossas veias... qual é a verdade do nosso ser...'.
(Trecho do Livro) 

O livro é bem complexo, conforme já mencionei anteriormente, mas de um conhecimento esplêndido, quem quer conhecer mais a fundo os índios e seus costumes, super recomendo!

Por hoje é só,
Beijokas!





[Resenhas] - A estrela que nunca vai se apagar - Esther Earl com Lori e Wayne Earl

Olá amores meus, 

Hoje trago a resenha de um livro, simplesmente lindo de bonito. Que veio a calhar com a época em que estamos vivendo, e através de suas reflexões nos colocam a prova de pensar o que realmente tem valor na vida, que queira ou não é passageira.






































A estrela que nunca vai se apagar - Editora Intrínseca, traz relatos sobre Esther Earl, que inspirou o livro A Culpa é das Estrelas - John Green, também da Editora Intrínseca.

Esther, relata em seus diários (trechos disponibilizados pela família) cada momento da doença que tem - o Câncer - mas de uma maneira otimista, mesmo sabendo seu fim. 
Nos faz pensar em diversas áreas de nossas vidas, desde as mais simples - coisas que temos vergonha de fazer,... - até as mais complexas - tratamentos da doença, aceitação da morte e outras coisas mais.
Ela ganhou inúmeros fãs, através da internet, mas, mais que fãs, foram amigos que a acompanharam do decorrer da doença até o seu fim, que a chamavam de Catitude.

"Mas no meio do conto de fadas, surgiu o câncer... Nossa garota forte... precisava parar... e então recebemos a pior notícia... Por meio de seus blogs, Esther permitiu que cada pessoa se sentisse especial... e isso persiste até hoje...".


A edição do livro está belíssima, sem palavras pra tanta lindeza, além, de colocar trechos de seus diários em inglês, o que torna mais real ainda a história dessa linda, apresenta desenhos feito por ela, fotos de sua vida, partes boas e ruins.
Pra mim, ficou claro que o livro tem a missão maior de levar a leveza da vida dessa garota e a aceitação do que foi seu caminho, mesmo não se tratando de um final feliz, ou talvez seja, depende do ponto de vista.
Por hoje é isso amorecos, quem ai já leu essa maravilha???
Beijokas!

[Resenhas] Aruanda - Robson Pinheiro

Olá amorecos, hoje trago pra vocês uma resenha pra lá de especial, afinal, queria a muito tempo ler os livros do Robson Pinheiro - espero que esse seja o primeiro de muitos.





Aruanda (Casa dos Espíritos) é um livro que apresenta a religião de umbanda da forma mais clara e objetiva que eu já vi, explanando desde a criação da religião, seus dogmas e crenças.

"Compreenda os acontecimentos que deram origem à umbanda, sob a ótica espirita... Para bem conhecer uma coisa é preciso ver tudo, aprofundar tudo, comparar todas as opiniões, ouvir os prós e contras... talvez seja mesmo um grito contra o preconceito religioso..."

Trata-se de um livro que aborda verdadeiramente o que é a umbanda, fazendo com que o leitor quebre os paradigmas criados pela sociedade desconhecedora da religião.

O personagem principal tem a oportunidade de fazer uma "viagem" em terreiros e lugares relacionados a religião umbandista e ver o que é certo e o que não é certo, e mais do que isso, tem a oportunidade de conhecer o lado que nós enquanto seres humanos não temos acesso ou conhecimento.

Algo muito bacana que o autor cita em diversas partes do livro é a importância de a pessoa que se decide ser da religião, buscar constantemente por conhecimento, mesmo que por vezes parecer saber tudo, sempre haverá algo novo a ser aprendido.

Pra quem é da religião: imagine poder estar de fato ao lado de uma preta velha, um caboclo, um exu e poder conversar cara a cara com ele, pois é, essa é a experiência permitida pelo autor, e mais do que isso, adquirir diversos conhecimentos sobre a religião e seus mistérios.

"... somos apenas guardiões a serviço do bem, da justiça e da paz... o que mais vale é a bandeira do amor e da caridade, sem preconceitos..."


Por hoje é só amorecos, espero que tenham gostado de conhecer o livro, e pra quem é do axé, muito Axé!!!



[Resolvi Escrever] - [C]uide [O]lhe [V]iva [I]sole-se [D]e sua contribuição

Olha, parece que ainda hoje ouço minha vó falando:

- Entra pra dentro... vai lavar as mãos... abraça e pede desculpas... pede benção.. 



























Pois é, são novos tempos e falo sobre a minha vó, porque ela é uma das que sinto falta de abraçar, beijar, conversar sem parar, deitar em seu colo - mas infelizmente ela não está mais aqui e é preciso aceitar, por mais saudade que me dê.
Mais hoje estamos vivendo uma era em que se faz necessário entender que o isolamento social, é para o bem de todos. cuidar de si, do próximo e pensar na humanidade como um todo.
O Covid-19, ou Corona Vírus, veio pra nos mostrar quão importante é aproveitarmos as coisas que realmente tem importância em nossas vidas e entender que o material é apenas passageiro e que não é pra sempre.
Temos que dar valor as coisas simples, porque quando não as temos mais, bate uma saudade, ou você não está morrendo de saudade de dar aquele abraço gostoso nos seus, de ir a um parque respirar ar puro, de tomar um sorvete no shopping, até aquele ônibus lotado com o povo falando sem parar bate um tiquinho de saudade que eu sei.
Infelizmente ainda tem pessoas brincando com a coisa toda, nas ruas, nos bares, jogando futebol e agindo como se nada estivesse acontecendo, mais isso me entristece demais, porque infelizmente vamos pagar o preço por conta dos atos irresponsáveis dessas pessoas.
Com todo respeito a qualquer que seja sua crença, mas vi até igreja lotada com o dirigente pregando que os fiéis estão blindados, gente isso é sério.
É preciso entender que, nesse momento TODOS precisam de isolamento social, fica em casa vai, pelo seu bem e o bem de todos.
Tem tanta coisa legal pra fazer em casa, não era você mesmo que ficava falando, ai não vejo a hora de chegar fim de semana pra isso ou aquilo, então, chegou um fim de semana, pensa que agora é prolongado.

Nos próximos dias, vou trazer alguns livros legais pra você conhecer e quem sabe ler.

Beijokas!
Que possamos passar por isso da forma mais tranquila possível!!!
Por nós, por sua família, pelo Brasil, pelo mundo! Fique em CASA!!!!


[Resenhas] - O príncipe milho - JackMichel

Olá amorecos, hoje trouxe uma resenha procês, de um livro infanto juvenil que é uma graça!
Recebi pra leitura e alguns pra sorteio que já estão rolando nas minhas redes sociais o livro O Príncipe Milho das autoras JackMichel (duas autoras que decidiram escrever juntas).







Num palácio, onde os personagens são os milhos e o milharal todo. O Príncipe Milho Emiliano precisa se casar, sob orientação de seus conselheiros Milano e Mileto.
Mas para casar com esse príncipe as damas precisariam passar por um teste - o anel teria que caber no dedo da pretendente.



A obra é de uma graça, fazendo lembrar alguns contos de fadas de nossa infância, contado de maneira diferente de tudo que você já leu.


Quem quiser pode acompanhar o booktrailer dessa belezura também.



Espero que curtam e possam ler essa maravilha de livro.
Beijokas!




[Quem é o autor´(a)?] - Vanessa Vieira

Olá amorecos, hoje trago pra vocês mais uma autora do livro Bastidores, um livro que amo de paixão, espero que gostem!!!

Vanessa Vieira Nasceu em 2 de outubro de 1989. É mãe, menina, alegre e um ser em construção que ama ler e estudar. Atualmente se dedica a temas como: Literatura Infantil, Música e Tecnologias na Educação
Professora, formada em Pedagogia Pela Universidade Veiga de Almeida atualmente trabalha como Mediadora de Leitura em uma escola no Município de Armação dos Búzios.

Além do magistério tem paixão sem medias pelas palavras e por isso, se dedica também a escrita e estudo das poesias, crônicas contos e histórias sem fim. E nesta brincadeira séria entre palavras e letras conseguiu dar seus primeiros passos Literários.




Escreve desde de 2010 no Blog Pensamentos Valem Ouro
Criou o Projeto de Poesia nas escolas - Poemando com Pequenos
Está diariamente no Facebook, poemando com os poetas do grupo Vidráguas (um grupo que amo de paixão);
Organizou o Projeto Nós, poéticos e Literários, ação reúne jovens leitores desejosos de se expressar pela escrita. 
Recentemente iniciou o projeto Retrato in Verso que tem como objetivo inquietar escritores reunindo versos e fotografias.
É coautora e 8 (oito) Antologias. Coletâneas que a incentivaram a escrever mais e compartilhar a sua paixão pela leitura. Seu livro solo está saindo do forno e com os dias contados para ser publicado. Em breve mais notícias sobre ele no Blog Pensamentos Valem Ouro.

Em novembro de 2018 recebeu o título de Acadêmica da ALACAF ( Academia de Letras e Artes de Cabo Frio), homenagem que ressignificou e sua caminhada.

O conto dela no livro Bastidores - A crise - ela aborda algo muito comum e nós, a crise de criatividade, crise de não querer blogar, vale a pena conferir amorecos.

Beijokas, espero que tenham curtido ver ela por aqui!